Simone Tebet pede celeridade ao projeto da rota Bioceânica

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Parlamentar detalhou importância econômica para MS

ALINE OLIVEIRA

Durante reunião realizada nesta quarta-feira (29), em Brasília (DF), a senadora, Simone Tebet (MDB/MS) solicitou ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, atenção especial ao projeto da rota de integração latino-americana, a chamada Rota Biocêanica.

Na ocasião, a parlamentar destacou as vantagens da abertura da rota estratégica para as exportações brasileiras, especialmente para Mato Grosso do Sul e a região Centro-Oeste. Acrescentou ainda, o ganho para integração comercial, cultural e turística entre Brasil, Chile, Argentina e Paraguai, a partir da concretização da rota.

“Não há dificuldade, a ponte entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta está sendo custeada pela Itaipu Binacional. A rota vai trazer um desenvolvimento estratégico/regional para o Brasil muito grande, beneficiando o agronegócio. É importante que o Ministério e o Governo Federal priorizem isso”, disse a senadora ao ministro Tarcísio, lembrando que o trajeto será cerca de 8 mil km menor para transportar os produtos brasileiros, especialmente grãos, até a China e o mercado asiático.

O Ministro já tinha conhecimento da rota Bioceânica e acrescentou que há também a intenção de estimular a Bioceânica por via ferroviária. Ele citou projeto que tramita no Senado (PLS 261/2018) sobre ferrovias privadas e disse que a recuperação das ferrovias é prioritária para interligar a malha brasileira à peruana e chilena.

O projeto já passou pela Comissão de Assuntos Econômicos, aguarda votação na Comissão de Infraestrutura e depois seguirá para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A senadora Simone, que é presidente da CCJ, se comprometeu a colocar a matéria em pauta rapidamente, quando o texto chegar à CCJ.

BR-262

A Senadora Simone Tebet aproveitou a reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para solicitar a liberação de recursos pelo DNIT para as obras de restauração da BR 262-MS, entre Três Lagoas e o entroncamento com a MS-338. O valor total da obra é de R$ 178 milhões.

Atualmente, 7% da obra foi executada. Este ano, há previsão de R$ 36 milhões de investimento neste trecho. Simone também pediu o empenho da emenda da Bancada de Mato Grosso do Sul, no valor de mais de R$ 28 milhões para a construção do Anel Rodoviário em Três Lagoas, nas Brs 262/158/MS.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER