Preço deve estabilizar, diz Tereza Cristina sobre alta no valor da carne bovina

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Ministério da Agricultura identificou ligeiro recuo na arroba do boi em MS na última semana de novembro

Em evento sobre cooperativas no Paraná nesta sexta-feira (06), a ministra Tereza Cristina (DEM) falou sobre as perspectivas do mercado para a carne bovina, após a alta registrada no mês de novembro. “O preço daqui para frente deve se estabilizar”, declarou a ministra.

De acordo com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), houve ligeira queda no preço da carne sul-mato-grossense na primeira semana de dezembro, com o valor da arroba baixando de R$ 220 para R$ 200. Conforme o ministério, nos principais mercados a queda registrada foi de cerca de 9%.

De acordo com a ministra, caberá ao mercado encontrar equilíbrio nos preços entre a oferta e a procura e não haverá interferência do Mapa. “Isso é mercado. Não tem o que a gente fazer no momento”, lamentou. Ela também descartou que haja possibilidade de faltar carne para consumo interno , pois o País dispõe de rebanho de mais de 215 milhões de cabeças. “Fiquem todos absolutamente tranquilos, tem carne para todo o Brasil”, disse.

Tereza Cristina afirmou ainda que a alta nos preços, que pegou a população de surpresa no último mês, foi motivada por diversos fatores, como a seca que prejudicou o crescimento do pasto e afetou a engorda; preço estável da arroba do boi gordo nos últimos três anos; e abertura de mercado principalmente para a China, onde a peste suína africana dizimou pelo menos 40% do rebanho.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER