Palmeiras só empata com rebaixado Paraná, mas mantém vantagem na ponta

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

RAFAEL RIBEIRO

O Palmeiras entrou em campo no Estádio do Café lotado de alviverdes em Londrina, neste domingo, como líder do Campeonato Brasileiro com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado, e apesar da atuação ruim e empate decepcionante por 1 a 1 com o rebaixado Paraná, a situação se manteve. Agora, o principal perseguidor do Palestra é o Flamengo, que venceu o Sport. O Inter, após derrota para o Botafogo, está seis pontos atrás do líder restando três jogos para o final do Campeonato Brasileiro.

O decacampeonato brasileiro pode vir já na próxima rodada, no Allianz Parque, contra o América-MG, na quarta-feira. Para isso, o Palmeiras precisa vencer e torcer para que o Flamengo não ganhe do Grêmio no Maracanã e o Inter não bata o Atlético-MG no Beira-Rio.

O duelo deste domingo foi entre um rebaixado e uma equipe que luta para garantir o título brasileiro, mas o futebol dos dois times não retratou a situação no primeiro tempo. Atrapalhado pelo vento e a forte chuva, o Verdão fez péssimos 45 minutos.

Mesmo jogando literalmente contra a forte ventania, o Alviverde teve o domínio da etapa inicial, mas finalizou apenas duas veze. As três, Dudu quase acertou o ângulo, mas mandou para fora, e aos 19, Gustavo Scarpa parou na defesa de Thiago Rodrigues.

Com 69% de posso de bola, mas sem assustar o adversário, o Palmeiras foi punido. Com 34 jogados, Juninho arrancou pela esquerda, deixou Antônio Carlos para trás e cruzou rasteiro para a área. Kessley se jogou na bola, antecipando Diogo Barbosa, Weverton tocou nela, mas aceitou.

Antes do intervalo, Weverton apareceu de novo, dessa vez para impedir o gol em chute de longe de Wesley Dias. A melhor chance do Palestra veio com Rafael Grampola, que quase marcou contra no minuto final do primeiro tempo.

Palmeiras escapa de levar o segundo e consegue o empate

Para a etapa final, Felipão colocou Willian em campo e sacou Lucas Lima, deixando Scarpa como meia articulador centralizado. E disposto a pressionar ainda mais, o Palmeiras quase viu os mandantes ampliarem a vantagem logo aos dois minutos, mas Kessley, após driblar Dracena, demorou muito para finalizar e foi travado por Antônio Carlos.

O jogo ganhou em emoção e os alviverdes pediram pênalti em Dudu em lance polêmico. A arbitragem mandou seguir, mas um minuto depois anotou penalidade de Johnny, que dentro da área, parou chute de Willian com o braço. Na cobrança, Gustavo Scarpa bateu no meio do gol e empatou.

Após nova chegada do Paraná, que não desempatou por conta do capricho de Alesson, Felipão mexeu de novo: Bruno Henrique entrou no lugar de Scarpa, que estava bem no jogo, enquanto Moisés, fazendo uma péssima atuação, ficou responsável por armar o Verdão.

As alterações – Borja ainda entrou no lugar de Deyverson – mantiveram o Palestra no ataque, mas tiraram a criatividade do time. Dudu assustou em chute de longe, que Thiago Rodrigues defendeu, e Willian perdeu chance claríssima sozinho dentro da área.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER