MDB, PSDB e Cidadania definem critérios para escolha de candidato único

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Partidos concordaram que nome à sucessão presidencial será escolhido com base em pesquisas quantitativas e qualitativas

CNN

Os presidentes do MDB, PSDB e Cidadania se reuniram nesta quarta-feira (11) para definir os critérios de escolha de uma candidatura única para a sucessão ao Palácio do Planalto.

No encontro, segundo os dirigentes partidários, houve um consenso de que o nome do centro será baseado no resultado de pesquisas qualitativas e quantitativas.

As pesquisas quantitativas coletam números estatísticos, ou seja, a intenção de voto e o índice de rejeição. As pesquisas qualitativas, por outro lado, coletam dados sobre a impressão e opinião de um grupo de eleitores sobre determinado candidato.

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, disse à CNN que a intenção é que os três partidos encomendem nos próximos dias uma pesquisa quantitativa.

A escolha, portanto, dependerá do resultado do levantamento, o que pode levar a um adiamento da data de escolha do nome, marcada inicialmente para 18 de maio.

Em nota, as três siglas ressaltaram que “os parâmetros iniciais foram propostos pelo MDB e aprimorados pelos presidentes das demais agremiações”.

“Serão agora apresentados à aprovação das instâncias partidárias e aos postulantes à Presidência da República para que, em curto prazo, seja apresentado ao povo brasileiro um projeto democrático que aglutine esperança no futuro do país”, observou.

Na semana passada, dirigentes partidários já reconheciam dificuldades em definir um nome até o dia 18. Os dois postulantes principais do bloco partidário são o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) e a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Print Friendly, PDF & Email