Julho Amarelo: mês de ações intensificadas contra as hepatites virais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Veja programação especial da Sesau e ISTs para intensificar a luta contra as hepatites virais

ALANIS NETTO

A campanha “Julho Amarelo” foi instituída no Brasil em 2019, e busca promover conscientização sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites virais e reforçar as ações de vigilância e controle.

Para o mês, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), através do Serviço de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), organizou uma programação que irá intensificar as ações de orientação, testagem e vacinação contra as hepatites virais.

Aos sábados e domingos, estão previstas ações de testagem e orientação na Praça Ary Coelho, localizada no centro da Capital. O “Dia D” da campanha acontece no dia 30 de julho.

Além disso, o serviço irá visitar os principais hospitais de Campo Grande para reforçar o alerta a todos os profissionais de saúde e falar sobre as principais formas de prevenção.

Programação

Hospitais, das 8h às 16h

  • 04, 05, 06, 07: El Kadri
  • 08: Hospital Universitário
  • 11, 12, 13, 14, 15: Hospital Regional
  • 18, 19, 20, 21, 22 Santa Casa
  • 25, 26, 27, 28, 29 Hospital do Câncer

Praça Ary Coelho, das 8h às 16h

  • 09, 10, 16, 17, 24 e 31

Foco das ações: Alertar os profissionais de saúde e população em geral sobre as principais formas de prevenção das Hepatites Virais, entre elas destaca-se: uso do preservativo, vacinação, testes rápidos e Profilaxia Pós Exposição (PEP);

Incentivar a população sobre a necessidade da realização do teste rápido para detecção precoce do diagnóstico Hepatite B e C e outras IST;

Ampliar o acesso ao tratamento precoce dos casos novos de pessoas com Hepatite B e C e outras IST.

O que é Hepatite?

A hepatite é uma inflamação do fígado, que pode ser causada por vírus e bactérias diversos, pelo uso excessivo de substâncias, como certos tipos de medicamentos, drogas e bebidas alcoólicas ou pode surgir em decorrência de doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas.

As hepatites virais, foco da campanha do Julho Amarelo, são causadas por vírus classificados pelas letras  A, B, C, D (Delta) e E.

É uma doença silenciosa, que nem sempre apresenta sintomas, mas os mais comuns se manifestam em forma de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Transmissão

A Transmissão é sanguínea, e pode ocorrer durante a prática sexual desprotegida; em decorrência do compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam; durante a gravidez, da mãe para o filho (a).

Vacina

A vacinação contra as hepatites A e B é feita nas unidades, a vacina para hepatite A é aplicada nas crianças até os 12 meses de vida. Já para a hepatite B é administrada ao nascer e pode, também, ser realizado o esquema vacinal com três doses em qualquer idade, incluindo adolescentes, adultos, idosos e gestantes.

Testagem

A testagem rápida para as hepatites B e C está disponível nas 72 unidades básicas e de saúde da família (UBSs e USFS)  é a maneira precoce para o diagnóstico da doença. Para saber se há a necessidade de realizar os exames que detectem as hepatites observe se você já se expôs às situações de contágio.

Print Friendly, PDF & Email