Hotéis estão vazios, reservas caem pela metade

Cancelamento de viagens dispara nas agências
Súzan Benites

Com o novo coronavírus atravessando continentes e “viajando” com turistas, Mato Grosso do Sul já percebe uma redução tanto na circulação de pessoas quanto nas viagens marcadas. E também na lotação dos hotéis, que estão praticamente vazios e ainda revelam redução de 50% nas reservas futuras.

“Na realidade, estamos sofrendo drasticamente. As reservas futuras caíram mais de 50%. Tivemos o cancelamento de muitos eventos a curto e médio prazo”, disse o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Mato Grosso do Sul (Abih), Marcelo Mesquita.

Ele explica que os empresários da hotelaria foram orientados a se prevenirem conforme orientações do Ministério da Saúde. “Temos de aguardar a situação melhorar. Alguns empresários podem dar férias para parte dos funcionários, fechar andares de apartamentos para reduzir os gastos e aguardar”, explicou Mesquita.

No caso das viagens, o  representante presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Ney Gonçalves, revela que o setor já registra desistência e remarcações.

“Os principais cancelamentos foram de grupos de risco, como da melhor idade. Estamos empenhados em ajudar todos os clientes que queiram alterar a data de suas viagens sem multas”, afirmou Gonçalves.

Print Friendly, PDF & Email