Governo diz que vai negociar repasse para Santa Casa; fornecedores continuam sem receber

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Hospital diz que ainda falta pagar funcionários autônomos e fornecedores

Thiago de Souza e Nathalia Pelzl

O secretário de Saúde, Geraldo Resende (PSDB), disse, na tarde desta quarta-feira (9), que vai negociar o repasse que o governo do estado deveria fazer para a Santa Casa de Campo Grande. O valor chega a R$ 3,5 milhões, mas não houve divulgação de data para o pagamento ao hospital.

Em reunião nessa terça-feira (8), com representantes do sindicato que representa parte da enfermagem no estado, com secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela, e com o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, foi informado que a prefeitura fez repasse de R$ 6 mi, suficiente, segundo o hospital, para quitar o salário dos funcionários que atuam com carteira assinada.

No entanto, a diretoria do hospital alerta que não pagou os funcionários autônomos nem os fornecedores e que precisa do repasse do Estado para sanar o problema.

‘Questionado sobre essa situação, o secretário Resende foi enfático em dizer ”estamos dialogando”.

”Estamos conversando para que isso seja regularizado e que o objetivo é tentar negociar”, respondeu o secretário. Ele destacou que, na posição de secretário, é necessária essa negociação para que seja resolvido da ”melhor forma possível”.

Geraldo ainda acredita que a melhor alternativa para a Santa Casa é negociar o repasse estadual com o presidente da instituição, para financiar o recurso ou até ver a possibilidade com o ministério da Saúde.

O sindicato que representa enfermagem informou que fará reuniões durante toda a semana para discutir o assunto do atraso nos salários dos profissionais.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER