Estado avança e chega ao 5º lugar no ranking de competitividade

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

MS também ficou em 2º na categoria crescimento

FÁBIO ORUÊ

Mato Grosso do Sul subiu duas posições e se tornou o quinto estado mais competitivo do Brasil. No Prêmio Excelência em Competitividade 2019, na categoria “Destaque Crescimento”, que avalia melhorias nos quesitos da segurança pública, sustentabilidade social, educação, capital humano e solidez fiscal, MS ficou em segundo lugar, ficando atrás somente do Alagoas.

Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) comemorou o desenvolvimento estadual. “Não é ganho do Governo, do governador, é o ganho da sociedade. Falar que moramos no quinto Estado mais competitivo do País é um ganho para todos nós, é não é pouca coisa, é muita coisa você crescer de um ano para o outro duas posições, o ranking é muito complexo”, disse.

O governador destacou o avanço obtido no quesito segurança. “Todos os indicadores de violência diminuíram em Mato Grosso do Sul, isso é fruto de um grande trabalho que vem sendo feito e agora queremos trabalhar mais ainda, colocar mais policiais nas ruas, mais presença de uma inteligência policial para a gente enfrentar a criminalidade, o crime organizado”, pontuou.

Azambuja reforçou que para o MS atingir esse nível de competitividade, foi preciso ter a coragem para tomar “medidas duras, amargas e impopulares”, como redução no número de secretarias, cortes nos gastos e a reforma da previdência. Segundo ele, ações que permitiram que o Estado consiga manter os investimentos para a melhoria da qualidade de vida da população e garantir o pagamento de salário dos servidores em dia.

“Mato Grosso do Sul vem se utilizando a um tempo os indicadores da CLP na nossa área de gestão estratégica para monitorar as ações políticas do Estado. E o grande ganho é ser o 5º Estado mais competitivo no cenário nacional, é importante destacar que esta posição tem um conceito de competitividade bastante grande porque inclui gestão pública e ambiente de negócio”, explicou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

No discurso, o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), Carlos da Costa, destacou o desempenho sul-mato-grossense no ranking. “Quero destacar os cinco primeiros colocados no ranking. Coloquei o quinto também, pois os quatro primeiros (SP, SC, DF e PR) já estavam lá, mas o Mato Grosso do Sul avançou duas posições e fazer isso quando já se está no ‘top ten’ é muito difícil”, comentou em seu discurso.

Na premiação, Mato Grosso do Sul ficou em segundo lugar na categoria Destaque Crescimento. Representando o Estado, Verruck disse que os indicadores balizam as ações e, consequentemente, melhoram os resultados. “É uma caminhada, a meta sempre é o primeiro lugar, mas as estratégias que vamos tomando para chegar a este resultado é o mais importante”, ponderou.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER