Espasmos na pálpebra: 7 causas, quando pode ser doença e como parar de ter

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Pálpebras dos olhos que “pulam” e tremem involuntariamente, causando desconforto e até mesmo irritação. Você certamente já experimentou a sensação passageira, mas provavelmente desconhece o nome da condição: blefarospasmo.

Pálpebra tremendo: o que é?

Blefarospasmo, o tremor involuntário na região dos olhos, mais especificamente das pálpebras, são simplesmente espasmos indolores geralmente inofensivos e que tendem a desaparecer em poucas horas ou dias.

Causas

As causas de tremedeira na pálpebra podem ser bastante variadas e vão desde a hábitos do dia a dia a doenças neurológicas, em casos bem mais raros.

Estresse

Um dos principais causadores de espasmos nas pálpebras é o estresse. A condição libera excessivas doses de hormônios relacionados ao problema, que leva ao tremor na região dos olhos.

Cansaço excessivo

A fadiga compromete o relaxamento das pálpebras, causando seu enfraquecimento e, consequentemente, os espasmos.

Dean Drobot/Shutterstock © Dean Drobot/Shutterstock Dean Drobot/Shutterstock

Desidratação

A baixa ingestão de água pode causar tremedeira nas pálpebras porque a desidratação do organismo leva a um enfraquecimento dos músculos.

Consumo excessivo de café

Além de provocar desidratação, o café é estimulante e pode, consequentemente, provocar espasmos nas pálpebras.

Olhos ressecados

O ressecamento dos olhos pode provocar espasmos como resultado de um esforço excessivo dos olhos para lubrificar a região. Passar muito tempo diante do computador, usar lentes de contato e tomar medicamentos anti-histamínicos são alguns dos fatores que deixam os olhos secos.

Eduard Muzhevskyi/shutterstock © Eduard Muzhevskyi/shutterstock Eduard Muzhevskyi/shutterstock

Falta de vitaminas

A tremedeira nas pálpebras pode ainda sugerir carência de determinadas vitaminas e/ou minerais. O fator merece atenção porque, além de provocar o desconforto devido ao enrijecimento dos músculos, pode abrir portas para outros problemas de saúde.

Distúrbios nervosos ou cerebrais

São raros os casos em que os espasmos nas pálpebras sejam causados por uma condição mais séria, mas se persistem por muito tempo, podem indicar, de acordo com o site médico WebMd, problemas como paralisia de Bell, Parkinson e Síndrome de Tourette, por exemplo.

Irina Bg/shutterstock © Irina Bg/shutterstock Irina Bg/shutterstock

Como deixar de ter

Se a tremedeira nas pálpebras for passageira não há necessidade de buscar ajuda médica. A condição deve ser investigada, no entanto, se não desaparece em poucos dias. Em alguns casos, os espasmos podem permanecer durante meses.

Dicas simples no dia a dia podem ajudar a evitar a tremedeira nos olhos. Tentar relaxar e buscar métodos para combater o estresse é uma medida importante para combater o problema.

Tatyana Dzemileva/Shutterstock © Tatyana Dzemileva/Shutterstock Tatyana Dzemileva/Shutterstock

É válido ainda evitar passar muitas horas na frente do computador ou celular sem descansar os olhos e procurar manter uma boa rotina de sono, dormindo cerca de sete horas todas as noites.

Se você constantemente sofre com espasmos nas pálpebras, diminua o consumo de café, alimentos e bebidas ricas em cafeína, assim como redução no uso de substâncias estimulantes, como cigarro, por exemplo.

Cuidados com a visão

Print Friendly, PDF & Email
HIPER