Em menos de 30 dias, região da Grande Dourados já registra 9 óbitos por coronavírus

A região Sul de Mato Grosso do Sul vem amargando o aumento no número de casos de Covid-19, o novo coronavírus, e em consequência, o índice de moortes pela doença também tem sido grande. Na região da Grande Dourados, já fora registrados nove óbitos pelo vírus em menos de 30 dias, três em apenas um dia.

No dia 29 de maio, a jovem Rulesis Esther Hernandez, de 27 anos, faleceu em Dourados em decorrência da doença. Ela era venezuelana e trabalhava em MS. A moça foi a segunda vítima do coronavírus na cidade.

Em 6 de junho, Itaporã registrou a primeira morte pela Covid-19, onde Maria Santa Aguiar, de 63 anos, não resistiu à doença. Três dias depois, no dia 9 de junho, uma mulher de 66 anos, também faleceu na cidade em decorrência do vírus.

No dia 7, a cidade de Iguatemi teve a primeira morte registrada pela doença, quando um senhor de 84 anos faleceu. De acordo com a SES (Secretaria Estadual de Saúde) ele era hipertenso.

A doença também chegou a Rio Brilhante e como consequência, a cidade também já registrou o seu primeiro óbito pelo coronavírus. No dia 11 de junho, um idoso de 80 anos faleceu devido ao vírus.

Apesar de ser exemplo ao país, o estado afirma que a doença pode atingir o apogeu neste mês de junho. Como reflexo, a macrorregião registrou mais três mortes pela doença em apenas um único dia.

Dois óbitos em Dourados, sendo o de Malory Melo,  de 55 anos que estava internada há 10 dias e também uma mulher de 65 anos, que tinha comorbidades.  Neste sábado (13), Gerson Gama dos Santos, de 80 anos, morador no distrito de Bocajá, em Douradina, também não resistiu à doença.

Após o boletim epidemiológico da doença em MS, informando um total de 31 mortes pela doença, Dourados confirmou mais um óbito por coronavírus na cidade. Um idoso de 81 anos faleceu por causa da Covid-19.

A SES segue orientando os moradores, principalmente a da região da Grande Dourados, onde a doença tem se espalhado rapidamente.

*matéria editada às 13h06 para acréscimo de informação

Medidas urgentes

Com avanço rápido do coronavírus em Dourados, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) requisitou em ofício de urgência à Prefeitura Municipal diversas medidas de enfrentamento à pandemia. O ministério pediu que as providências sejam adotadas no prazo de até 48h.

Para elaborar o requerimento foram usadas informações da unidades hospitalares locais, que indicam uma elevação na taxa de ocupação de leitos destinados ao tratamento de pacientes da doença. O MPMS solicitou a instalação de barreiras sanitárias, medidas que garantam o isolamento e distanciamento social, ampliação de leitos e acompanhamento de pacientes suspeitos e confirmados de coronavírus.

Caso o município não cumpra as adequações e adote as medidas de enfrentamento, o MPMS pode aplicar sanções previstas no art. 10 da Lei 7.347/85. Neste sábado (13), Dourados confirmou mais 135 casos de coronavírus. Segundo dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde), a cidade segue com o maior número de infectados do estado.

Print Friendly, PDF & Email