Deputados da ALEMS se manifestam contra taxação de energia solar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Deputado Eduardo Rocha, na abertura de seu pronunciamento, agradeceu a presença do vice-prefeito de Coxim Edvaldo Bezerra e fez um breve comentario sobre a situação de Emergencia da cidade devido as chuvas

Deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) se manifestaram em plenário nesta manhã de quinta-feira (24) contra a consulta pública da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que prevê cobrança de taxa pela utilização de energia solar no país.

O deputado Eduardo Rocha (MDB) levou o assunto à tribuna e contou com o apoio em aparte de Evander Vandramini (PP), Pedro Kemp (PT), Cabo Almi (PT), Capitão Contar (PSL), Coronel David (PSL), João Henrique (PL), Felipe Orro (PSDB), Professor Rinaldo (PSDB) e Herculano Borges (Solidariedade).

A preocupação dos deputados é com a redução gradual de subsídios para consumidores que geram a própria energia elétrica em suas casas. Com a consulta pública, a Aneel pretende taxar esses sistemas individuais de energia solar. O deputado Eduardo Rocha afirmou que diversas pessoas que investiram para instalar o sistema de energia solar, exatamente porque não pagariam taxas e colaborariam com o desenvolvimento sustentável, serão prejudicadas.

“As pessoas acreditaram, investiram para a instalação, e elas deveriam ser incentivadas. Fizeram empréstimo, financiamento. Muitas ainda estão pagando”, argumentou Rocha. O deputado João Henrique, em aparte, afirmou que é importante se manifestar sobre o assunto para impedir a cobrança da taxa.

Cabo Almi, por sua vez, parabenizou Eduardo Rocha pelo uso da tribuna e afirmou ser “absurda” essa decisão da Aneel. Felipe Orro confirmou que as pessoas deveriam ser incentivadas, por estarem usando de “energia limpa” para o meio ambiente.

Como os demais deputados também apoiaram o discurso de Eduardo Rocha, os parlamentares em comum acordo ao final da sessão afirmaram a sugestão à mesa de encaminhamento de uma moção de repúdio à medida da Aneel, com indicação ao presidente da República e Câmara dos Deputados para providências.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER