Deputado é expulso do PDT, reage e acusa Dagoberto de bullying e autoritarismo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Jamilson Name não deixou barato e foi pra cima do presidente regional da sigla

Rodson Willyams

O deputado estadual Jamilson Name reagiu após ser expulso do PDT, partido pelo qual foi eleito. Segundo o parlamentar, ele vai notificar a Executiva nacional sobre a decisão. A fala ocorreu em sessão desta terça-feira (28).

Ao TopMidiaNews, o deputado informou que foi notificado ontem (27) da decisão quando um funcionário do presidente regional do PDT, Dagoberto Nogueira, entregou uma carta constando a sua saída do partido.

“Desde que virei deputado estadual venho sofrendo bullying dentro do partido. Foi só tomar posse do mandato que não me chamaram mais para reuniões da Executiva e partidária”, desabafa.

Ainda segundo ele, a situação piorou quando anunciou sobre quais seriam os seus planos dentro do partido. “Falei que tenho interesse para a próxima eleição ser candidato a deputado federal. E infelizmente, o Dagoberto tem esse histórico de sempre expulsar pessoas. Não quero menosprezar ele, mas se concorrer com ele, tenho condições de ser o mais votado”.

Para Name, Dagoberto está se antecipando quanto às eleições. “São três anos e meio de antecipação. Nesta eleição, eu tive 34 mil votos”.

O deputado disse vai agora tomar todas as medidas jurídicas e notificar a nacional. “Eles precisam tomar ciência do que está acontecendo aqui”.

O documento apresentado por Jamilson, fala sobre desentendimentos permanentes e que em decisão, a Executiva decidiu “anuir com a sua desfiliação, eximindo-o das sanções estatutárias que implica na não postulação de seu mandato eletivo”.

Print Friendly, PDF & Email