Casos de COVID-19 dobram a cada semana em MS

“O sinal vermelho foi aceso”

Vinícius Squinelo

“O sinal vermelho foi aceso”. Essa foi a frase principal de Geraldo Resende, secretário de Estado de Saúde, durante fala ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira (11). Antes controlada, a pandemia do novo coronavírus começa a entrar em reta de crescimento exponencial em Mato Grosso do Sul.

A preocupação do secretário não é sem sentido: a cada semana, o número de contaminados no Estado dobra.

“Não estamos tendo decréscimo algum (nos números), é preocupante”, relata Resende. Hoje, MS bateu recorde de confirmações de novos casos em 24h: 256.

O Estado tem, ao todo, 2.853 contaminados desde o início da pandemia. O crescimento dos últimos dias é exponencial. Também hoje há o maior número de internados desde março: 71.

Mesmo assim, MS lidera todo o Brasil em todos os quesitos no combate à COVID-19: menos casos, menor incidência, menor número de óbitos, menor taxa de internação em leitos clínicos e de UTIs.

Print Friendly, PDF & Email