Autoridades assinam convênio e garantem recursos para a Saúde de Coxim

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

O prefeito de Coxim, Aluizio São José, o secretário municipal de Saúde Pública, Franciel Oliveira, o presidente da Câmara de Coxim, Vladimir Ferreira e o procurador geral do Município, Flávio Garcia, participaram na segunda-feira (22 de julho) de solenidade de assinatura de convênios entre o Estado, União e Municípios, ocorridos em Campo Grande, que garantem investimentos para a Saúde de Coxim.

“São recursos que ultrapassam R$ 3 milhões e vão contribuir muito para melhorias no atendimento a nossa população. São solicitações feitas há algum tempo, por meio de emendas da senadora Simone Tebet, dos deputados federais Vander Loubet e senador Waldemir Moka; e mais duas emendas não-impositivas, que o ministro Luiz Henrique Mandetta conseguiu viabilizar que serão destinados à Atenção Básica e à Média e Alta Complexidade e serão liberados em data posterior”, explicou o prefeito Aluizio.

O ministro Luiz Henrique Mandetta disse, durante a solenidade, que a definição dos novos recursos para Mato Grosso do Sul é resultado da boa gestão e da elaboração de bons projetos que chegaram ao Ministério da Saúde. Ao todo, serão liberados R$ 167 milhões para investimentos em custeio, compra de equipamentos, construção e reformas de unidades em mais de 50 municípios.

“Se estão saindo os projetos de Mato Grosso do Sul é porque são bons projetos. Se estão saindo bons projetos é porque são bons gestores. É porque têm zelo com a coisa pública, sabem aonde querem chegar e têm boas equipes. Assim a gente consegue fazer a soma de esforços e conquistar esses resultados”, afirmou o ministro Mandetta, ao elogiar as equipes dos municípios, governo do Estado e Secretaria de Estado de Saúde.

Para o secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende, a conquista dos novos recursos para os municípios de Mato Grosso do Sul é o resultado do esforço de vários meses das equipes técnicas da Secretaria de Estado de Saúde e do Ministério da Saúde. “São recursos que há muito tempo estavam sendo solicitados, habilitações que demandaram, em alguns casos, até dois anos”, salientou.

O secretário avaliou que os recursos que serão destinados aos municípios de Mato Grosso do Sul serão fundamentais para a melhoria na prestação de diversos serviços aos usuários do Sistema Único de Saúde, o SUS. “A partir deste momento, R$ 16 milhões anuais vão possibilitar aos Municípios terem condições de manejarem melhor seus orçamentos para a saúde e investir recursos próprios antes comprometidos com a saúde, com outras ações”.

Print Friendly, PDF & Email