Atleta veterana representa Estado na elite da São Silvestre

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

JONES MÁRIO

A veterana Rosinha Conceição, 40 anos, será a única representante de Mato Grosso do Sul no pelotão de elite da 94ª Corrida Internacional de São Silvestre, que encerra o calendário esportivo nacional de 2018 no dia 31, em São Paulo (SP).

Rosinha foi convidada pela organização da prova. A Federação de Atletismo de Mato Grosso do Sul (Fams) chegou a indicar a veterana e André Rodrigues do Nascimento para largarem no pelotão B. Porém, os dois não se encaixaram nos critérios estipulados pela Confederação Brasileira de Atletismo (Cbat). Um dos requisitos é que o corredor tenha entre 18 e 26 anos, o que não é o caso de nenhum deles.

A atleta sul-mato-grossense disputou a edição passada da São Silvestre e terminou na 54ª posição geral entre as mulheres. Rosinha concluiu os 15 quilômetros do percurso em 1h10min28s.

O resultado superou o desempenho obtido pela corredora na prova disputada em 2016. Na ocasião, cruzou a linha de chegada na 70ª colocação, com tempo de 1h13min33s.

Segundo Rosinha, o objetivo é baixar ainda mais sua marca. “Quero melhorar e estou trabalhando para isso. Espero que não aconteça como no ano passado, quando a largada demorou, a temperatura subiu e ainda perdi meu aquecimento”.

A corredora não sabe ao certo quantas edições da São Silvestre já correu. “Acho que é a quinta ou sexta. Não me prendo muito a isso. Cada competição é um obstáculo a ser superado. Minha preocupação mesmo é com meu tempo de prova”.

De acordo com Rosinha, seu ano nas pistas de rua foi positivo, com pódios em corridas disputadas em Campo Grande, Cuiabá (MT), Paranavaí (PR) e até Assunção, no Paraguai. Embora reconheça que a São Silvestre tem sua tradição, a atleta foca mesmo na Corrida de Reis, principal evento do pedestrianismo do Centro-Oeste, que será realizada no dia 6 de janeiro, na capital mato-grossense.

“Eu sei que não vou conseguir vencer a São Silvestre, até porque priorizam muito as atletas africanas. Meu sonho é ganhar a Corrida de Reis e estou me preparando para isso. Lá não tem prioridade para ninguém. É só chegar e correr. É o que todo atleta quer”.

CRESCIMENTO

Além da única atleta na elite, outros 164 corredores amadores de Mato Grosso do Sul estão inscritos na São Silvestre. O número foi divulgado pela organização da prova e supera o volume registrado no ano passado, quando 135 sul-mato-grossenses se registraram para participar do evento.

A categoria cadeirante será a primeira a largar, às 7h20min (MS), seguida pelo pelotão de elite feminino às 7h40min. Em seguida, às 8h, será a vez do pelotão de elite masculino e atletas em geral. O percurso passa por alguns dos principais pontos turísticos de São Paulo, com largada e chegada na Avenida Paulista.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER