Ao lançar campanha, Mandetta diz que baixa imunização causou surto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Mato Grosso do Sul entrou na lista de estados com surto ativo

ADRIEL MATTOS

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse durante o lançamento da campanha de vacinação “Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras”, na manhã desta segunda-feira (16) em Ponta Porã, cidade ao sul de Mato Grosso do Sul, que os baixos índices de vacinação, somados à importação de casos de sarampo do exterior, causou o surto da doença em todo o Brasil. Na sexta-feira (13), o estado passou a integrar a lista de unidades da federação em surto ativo de sarampo.

“Ao assumir o Ministério da Saúde, chamou a atenção a queda do índice de vacinação. No dia da posse [1º de janeiro], alertamos que deveria ocorrer o retorno de doenças infecciosas previníveis”, afirmou. O ministro lembrou que, devido à crise socioeconômica da Venezuela trouxe para Roraima os primeiros casos da doença, em 2018, que se espalharam pela região devido à imunização baixa.

Mandetta destacou ainda que o desembarque de turistas no litoral durante o Carnaval colocou a pasta em alerta. “Quando chegou o Carnaval deste ano, os navios europeus, que de maneira geral, tem baixa vacinação, pararam no Porto de Santos, no litoral da Bahia e no litoral do Rio de Janeiro com casos de sarampo a bordo. Vacinamos até nove mil pessoas, mas os que não tinham sintomas, desembarcavam. Só que poderiam estar no período de incubação, que já está transmitindo o vírus. Então alertamos os estados que redobrassem a atenção”, explicou.

CAMPANHA

O Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras acontece entre os dias 16 e 27 de setembro para imunizar contra o sarampo e a febre amarela. A campanha abrange cinco cidades brasileiras que fazem fronteira com países-membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul). Nesta segunda-feira, foram imunizados moradores de Ponta Porã e Pedro Juan Cabellero, cidade paraguaia vizinha ao estado.

A ação também ocorrerá em Dioníosio Cerqueira (SC), Barra do Quaraí (RS) e Foz do Iguaçu e Barracão (PR). No Paraguai, as cidades são Pedro Juan Caballero e Ciudad del Este. Já na Argentina, a ação irá acontecer Bernardo de Irigoyen e Puerto Iguazú. No Uruguai, a vacinação acontece em Bela Unión.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER