Por 17 votos a 3, Bolsonaro receberá título de cidadão sul-mato-grossense

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Delcídio do Amaral receberá medalha do Mérito Legislativo

e

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) receberá da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul o título de Cidadão Sul-Mato-Grossense após o projeto de resolução ser aprovado por 17 votos a favor e 3 contrários nesta terça-feira (24). O ex-senador Delcídio do Amaral (PT) receberá a medalha de Mérito Legislativo. A assessoria do presidente não confirmou se ele comparecerá ou não à homenagem.

A indicação foi feita pelo deputado estadual Coronel David (PSL) e gerou discussão com o deputado Pedro Kemp (PT). Por previsão regimental, os parlamentares não podem divulgar o nome dos homenageados antes da votação, para evitar constrangimento caso o pedido não seja aprovado.

No entanto, Kemp afirmou que jamais poderia votar ‘neste cidadão’ para o título. “Não conheço nenhuma obra para enaltecer este cidadão. Ele é motivo de chacota no mundo todo, até para discutir Meio Ambiente no seminário da ONU”, evidenciando que a homenagem seria ao presidente, que abriu o seminário da ONU nesta terça.

Capitão Contar (PSL) pediu para assinar junto a homenagem. Já João Henrique Catan (PL) brincou. “Parece que estamos em um amigo oculto, quando não podemos falar o nome da pessoa”, arrancando risos dos parlamentares. Gerson Claro (PP) afirmou ser admirador da Democracia e que o presidente representa o país. “Não representa só uma pessoa. Posso discordar de algumas atitudes dele, mas merece o título, já morou em Nioaque”, referindo-se ao tempo de serviço prestado pelo presidente enquanto oficial do Exército em MS.

A homenagem foi aprovada por 17 votos favoráveis e três contrários, dos deputados Pedro Kemp e Cabo Almi, ambos do PT, e de Jamilson Name (PDT). Após aprovação, o deputado Coronel David provocou. “O presidente é o autor de um feito para o país. Impediu o PT de voltar a governar”, declarou.

Mérito Legislativo

Também foi aprovada a medalha de Mérito Legislativo ao ex-senador Delcídio do Amaral (PTB), por indicação do deputado Neno Razuk (PTB), por 19 votos a favor e um contrário. Apenas Capitão Contar (PSL) votou contra.

Evander Vendramini (PP) e Eduardo Rocha (MDB) afirmaram que o então senador encaminhou muitas emendas para o interior do Estado, sendo inegável sua colaboração como legislador. Contar foi contra. “Declaro que o Delcídio não me representa, não merece receber a comenda”.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER