Pará é expulso, mas Flamengo segura empate com Peñarol e vai ao mata-mata da Libertadores

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

ESPN.com.br

A classificação do Flamengo à próxima fase Copa Libertadores foi muito, mas muito mais sofrida do que o esperado.

No estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, o Rubro-Negro começou em cima e perdendo gols, mas se complicou a partir do momento que Pará recebeu cartão vermelho. Com a LDU vencendo na outra partida do Grupo D, o Peñarol apertou o time carioca.

A pressão foi grande, mas não o suficiente para salvar a equipe uruguaia.

No fim, mesmo com um a menos, o time brasileiro segurou o 0 a 0, chegou a nove pontos e avançou ao mata-mata do torneio sul-americano.

Após fazer 4 a 0 em Quito, a LDU alcançou a mesma pontuação do Fla, mas passou na segunda colocação por conta do saldo de gols. O Peñarol, em casa, deu adeus.

PRIMEIRO TEMPO

A equipe de Abel Braga dominou as ações ofensivas durante o primeiro tempo.

Com 57% de posse de bola, o Rubro-Negro foi para o intervalo zerado após perder diversas oportunidades claras de abrir o placar – foram seis chances reais criadas.

O atacante Gabigol desperdiçou a principal. E foi logo no comecinho da partida. Em contra-ataque, o camisa 9 recebeu passe perfeito de Arrascaeta e ficou cara a cara com Dawson. Mas ele conseguiu chutar para fora, para delírio da torcida rubra-negra.

Depois, Bruno Henrique, Willian Arão e Éverton Ribeiro criaram outras chances no primeiros 45 minutos, mas o empate persistiu.

No outro confronto do Grupo D, LDU e San Jose também foram para o intervalo com um 0 a 0 no placar. O resultado levava Pênarol e Flamengo à próxima fase da Libertadores.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou como o primeiro: com o Fla desperdiçando chances claras. A primeira grande oportunidade veio logo aos 7min, quando Arrascaeta, dentro da área, bateu firme para defesa de Dawson.

O goleiro do Peñarol apareceu novamente aos 9min. Gabigol recebeu linda bola de Éverton Ribeiro e finalizou para outra ótima defesa do arqueiro uruguaio, agora com o pé.

Os Aurinegros chegaram com perigo aos 15min. Hernández cruzou pela esquerda. A bola chegou para Viatri, que furou na hora da conclusão. Mesmo assim, a redonda foi em direção ao gol, e Leo Duarte precisou dar um chutão para afastar.

A partida começou a ganhar contornos dramáticos aos 18 minutos da etapa final. Foi neste momento que o Fla perdeu Pará, expulso, e a LDU abriu o placar em Quito.

Para repor a lateral-direita, Abel Braga optou por Rodinei na vaga de Bruno Henrique, mas viu o Peñarol se lançar ainda mais o ataque e levar cada vez mais perigo ao gol de César.

A LDU ainda ampliou o placar contra o San Jose. Pior para o time uruguaio, que, por conta do critério de gols marcados, saiu da zona de classificação para a entrada do clube equatoriano.

O Peñarol chegava cada vez mais, empurrando a equipe carioca para dentro de sua área. Enquanto isso, mais dois gols em Quito: 4 a 0 para a LDU.

No Campeón del Siglo, a torcida do clube de Montevidéu aumentou o volume, transformando o estádio em um caldeirão. A pressão, no entanto, não surtiu efeito, e

Nos acréscimos, o Rubro-Negro ainda teve chance incrível de decretar de vez a classificação, mas Vitinho, mesmo completamente livre, chutou em cima do goleiro rival.

A equipe uruguaia ainda teve Giovanni González expulso após falta feia em Vitinho.

E ficou por isso mesmo. O Peñarol, em casa, acabou eliminado da Libertadores.

Melhor para Flamengo e LDU, que se classificaram à fase de mata-mata da competição.

AGENDA

O Flamengo volta a campo neste domingo, às 11h00 (de Brasília). A partida do equipe carioca é contra a Chapecoense, no Maracanã, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peñarol tem clássico no mesmo dia, às 15h00 (de Brasília), contra o Nacional.

Print Friendly, PDF & Email