Esporte, Esporte

Convocado para seleção, Éderson quase largou o futebol

O campo-grandense Éderson José dos Santos, 24 anos, que foi convocado para jogar pela seleção brasileira na Copa América, quase abandonou o futebol no seu início de carreira, em Mato Grosso do Sul.

Quando ainda estava dando os seus primeiros passos no futebol, entre os anos de 2006 a 2011, quando tinha entre 7 a 12 anos, Éderson jogava em uma escolinha no bairro Tiradentes, o Instituto Bola de Ouro, e através de participações em campeonatos fora do Estado, o então menino começou a fazer os seus primeiros testes para entrar nas grandes equipes de base do futebol brasileiro.

Neste período, Éderson já demonstrava um talento incomum. Sempre jogando em categorias acima da sua idade, o jogador se deparou com uma rejeição de um grande clube do futebol brasileiro. Foi reprovado em teste para entrar na equipe do São Paulo Futebol Clube. 

Frustrado, o garoto campo-grandense pensou em desistir do futebol, faltando nos treinos da escolinha logo quando voltou para a Capital.

Desanimado para voltar aos campos, o treinador e presidente do  Instituto Bola de Ouro, Jairo Cesar, sabendo do potencial do garoto, foi até a casa do Éderson a pedido da mãe do jogador, para intervir na decisão dele.

“O Éderson esteve na avaliação do São Paulo e na época falamos que ele ainda não estava pronto, porque o São Paulo é time grande, e ele ainda era uma criança, que não estava preparado psicologicamente. Foi um choque de realidade para ele, o teste no São Paulo era difícil”, disse Cesar, ao Correio do Estado.

Depois de muita conversa com o jogador, que rejeitava até comer, o professor Jairo conseguiu convencer Éderson para voltar aos treinos na escolinha. 

“Eu mostrei para ele que o futebol não se resume a apenas um time, que existem vários e não estava tudo perdido”, contou.

O papo deu certo e o garoto voltou aos treinos para a posição de volante, no qual ele sempre se destacava. 

“Comigo ele sempre jogou de volante, volta e meia ele queria ir para frente fazer gol, mas como ele era maior que os meninos, eu falava para ele voltar para trás, para recompor quando o time perdia a bola, porque ele é o cara da força física”, explicou o treinador.

Os conselhos foram fundamentais para a retomada da trajetória de Éderson, que depois de ter passado por diversos testes, em 2011, recebeu um convite para jogar na base do Desportivo Brasil (SP). 

A partir do clube do interior paulista o jogador fez sua história no futebol, passando pelo Cruzeiro, Corinthians e Fortaleza no Brasil, de onde foi para a Salernitana, na Itália. Atualmente está na Atalanta, até chegar o grande momento da convocação para seleção brasileira.

“Para o Instituto Bola de Ouro, ver o Éderson alcançar o sucesso com a convocação é motivo de grande orgulho e alegria. Sua história serve como um exemplo inspirador para todos os jovens que sonham com isso, especialmente aqueles que enfrentam desafios e obstáculos. A história de Éderson José demonstra que, com apoio, dedicação e fé, os sonhos podem se tornar realidade”, exaltou o treinador.

SELEÇÃO

Éderson foi convocado pelo treinador da seleção, Dorival Júnior, para a disputa Copa América, devido ao seu desempenho como titular na Atalanta. O volante soma 7 gols e uma assistência em 51 jogos na temporada. 

No Campeonato Italiano, sua equipe ficou em quinto lugar, conquistando uma vaga na Champions League na próxima temporada.

Inicialmente, a lista de convocados para o torneio continental tinha 23 jogadores, mas com a aprovação da Conmebol para chamar mais três, Dorival Júnior incluiu o volante campo-grandense como uma das opções para o meio-campo do Brasil.

A Copa América deste ano será nos Estados Unidos, do dia 20 de junho a 14 de julho. O Brasil está no grupo D, composto por Colômbia, Paraguai e Costa Rica.

TRAJETÓRIA

Após jogar na base do Desportivo Brasil (SP) desde o sub-15, em julho de 2019 o Cruzeiro se interessou pelo jogador e pagou cerca de R$ 1,6 milhão pelo futebol do volante. Em apenas sete meses no clube mineiro, Éderson se transferiu para o Corinthians a custo zero. 

No clube alvinegro, atuou em 25 jogos e marcou 3 gols, fazendo parte do elenco vice-campeão do Campeonato Paulista em 2020. 

Em março de 2021, foi emprestado ao Fortaleza, sendo um dos destaques do Campeonato Brasileiro naquele ano.

Em janeiro do ano seguinte o Corinthians deu fim ao empréstimo e acertou a venda do atleta ao Salernitana da Itália, por 6,5 milhões de euros. 

No clube italiano, se destacou rapidamente, despertando o interesse da Atalanta, que pagou cerca de 22,9 milhões de euros pelo jogador.

Segundo o jornal espanhol Mundo Deportivo, clubes gigantes como Barcelona, Liverpool, Manchester United e Milan apresentaram interesse em contar com o futebol do volante campo-grandense para a próxima temporada.

SAIBA

Com a Atalanta em alta, Éderson pode se tornar campeão europeu nesta semana. Na quarta-feira (22), o time italiano enfrenta o Bayer Leverkusen, atual campeão alemão, pela final da Europa League. O jogo único será disputado em Dublin, na Irlanda, a partir das 15h (horário de MS).

  • CorreioDoEstado / JUDSON MARINHO E FELIPE MACHADO
Compartilhe
Desenvolvido por
Logo conffi studio