SAS atende dois moradores em situação de rua com hipotermia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Se as vítimas não tivessem sido resgatadas teriam morrido

IZABELA JORNADA

Moradores em situação de rua são atendidos com hipotermia na madrugada deste domingo (7). De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) se as duas vítimas não tivessem sido recolhidas pelas viaturas da SAS, provavelmente, teriam morrido de frio.

No plantão da secretaria, que dura 12 horas por equipe, duas viaturas percorreram a noite e madrugada de Campo Grande à procura de moradores em situação de rua. O relatório de quantas pessoas foram atendidas pelas duas equipes ainda não foi divulgado.

De acordo com a secretaria, duas educadoras social percorrem as ruas da Capital em veículo Fiat Doblò durante o período de plantão.

As vítimas que são encontradas nas ruas vão sendo encaminhadas para diversos lugares. Os locais, em Campo Grande, que recebem os moradores são o Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante e População de Rua (Cetremi), Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) e o Serviço Especializado de Serviço Social (Seas).

Uma das assistentes sociais, que não quis se identificar, disse que o salário da categoria não é o que motiva ela a continuar na profissão. “Já fui enfermeira; hoje faço isso por amor ao próximo”, disse.

Os telefones do Centro Pop, 3314 4450 e 98405 9528, estavam desligados durante a madrugada e até o fechamento desta matéria, não foi possível fazer contato. Por parte dos bombeiros não houve nenhum atendimento. Informações sobre o procedimento do atendimento que as duas vítimas de hipotermia tiveram ainda não foram divulgados, pois serão finalizados com o balanço do número de moradores atendidos.

Nesta madrugada, às temperaturas chegaram a 6º C e sensação térmica foi de 2º C.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER