Virada do ano deve ser de calor, com máximas chegando aos 37ºC, em Mato Grosso do Sul

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Porém massa de ar fria passa pelo leste do Estado na quarta-feira

FÁBIO ORUÊ

Sol e calor devem predominar em todo o estado nos próximos dias, pelo menos até os primeiros dias de 2020, em Mato Grosso do Sul. Comum na época de verão, que começou no último dia 22 de dezembro, deve chover na parte da tarde, em pontos isolados do Estado, mas principalmente no norte e noroeste.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as temperaturas continuam subindo até terça-feira, último dia de 2019. A partir da tarde de quarta-feira (1º), as temperaturas começam a declinar ligeiramente devido a passagem de uma massa de ar frio no leste do Estado.

Em Campo Grande, os próximos dias ficam na faixa dos 34ºC de temperatura máxima, mas na quarta-feira cai para 31ºC. Apesar da alta temperatura, o céu fica claro a parcialmente nublado passando a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. O mesmo vale para Corumbá, que deve ficar com o céu encoberto nos próximos dias.

Já no outro extremo do Estado, em Três Lagoas, a temperatura máxima chega a 36ºC, com mínimas de 27ºC. A temperatura baixa para 35ºC e 34ºC nos dias 1º e 2 de janeiro, respectivamente. A chuva deve aparecer somente amanhã, entre a tarde e a noite.

Em Dourados, no sul de MS, a temperatura passa de 33ºC de segunda-feira (30) para os 37ºC na terça, mantendo-se na quarta. Chuvas também só amanhã, mas na quinta-feira (2), o céu encoberto ameniza a temperatura, que marca 32ºC.

PROGNÓSTICO

O verão compreende os meses de dezembro, janeiro, fevereiro e parte de março e tem temperaturas elevadas no solo e no ar, o que favorece mudanças rápidas nas condições do tempo, com pancadas de chuva de curta duração e forte intensidade, principalmente no período da tarde, acompanhadas por trovoadas e rajadas de vento.

Para o verão 2019/2020, o acumulado de chuvas esperado é de 510 a 550 milímetros no Estado. Chuvas podem estar associadas a passagem de sistemas de frontais e a formação do sistema meteorológico conhecido como Zona de Convergência, que tem como principal característica a ocorrência de chuva por vários dias, que pode ocasionar enchentes, deslizamentos de terra, quedas de árvores e pontes e destruição de asfaltos e estradas, comuns no período.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER