Cartão Vermelho

Militares do Exército fazem falso alarme de evacuação em Canoas e são afastados

Militares envolvidos foram afastados. Ao longo da noite de domingo, moradores da cidade foram orientados a evacuar imediatamente o bairro por conta do suposto rompimento do dique, o que inundaria a região – mas a estrutura não rompeu.

O Exército Brasileiro afastou de suas funções militares que divulgaram no domingo (26) informação falsa de que um dique havia rompido em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, o que motivou a evacuação do bairro Mathias Velho, um dos mais atingidos pelas enchentes que assolam o Rio Grande do Sul.

Ao longo da noite de domingo, moradores de Canoas foram orientados por militares a evacuar imediatamente o bairro por conta do suposto rompimento do dique, o que inundaria a região – mas a estrutura não rompeu.

Vídeos e relatos sobre o alerta circularam nas redes sociais, assustando moradores e tirando pessoas de casa.

A própria prefeitura de Canoas desmentiu a informação e o Exército admitiu que errou.

“Militares que atuavam no Bairro Mathias Velho, souberam, sem confirmação, que um dique havia se rompido e imediatamente passaram a comunicar erradamente aos moradores da necessidade de evacuação das áreas consideradas em risco. O Exército Brasileiro esclarece que tal situação decorreu de um grave erro de procedimento”, disse, em nota, o Exército, que pediu “sinceras desculpas pelo ocorrido”.

As enchentes que atingem o Rio Grande do Sul desde o fim de abril deixaram mais de 160 mortos e 56 desaparecidos, segundo boletim deste domingo (26) da Defesa Civil. Outras quatro pessoas morreram de leptospirose, após contato com água contaminada – há 1.256 casos suspeitos da doença no estado.

  • G1.com
Compartilhe
Desenvolvido por
Logo conffi studio