Projeto da ponte que desabou em Jardim é o mesmo de outras 40 em MS, diz secretário de Infraestrutura

0
117

Estrutura é igual à da ponte caiu em ‘efeito dominó’, em Guia Lopes da Laguna (MS), em janeiro de 2016, apesar da empresa executora ser diferente.

secretário Estadual de infraestrutura Marcelo Miglioli afirmou que a empresa responsável pela ponte de concreto sobre o Rio dos Velhos em Jardim, município a 217 quilômetros da capital de Mato Grosso do Sul, que desabou foi notificada. Além disso, o projeto dessa estrutura é o mesmo de outras 40 pontes no estado.

“Esse projeto, que foi executado em várias pontes do estado, aproximadamente 40 pontes, é um projeto originário dessa empresa Sipav [Construção e Incorporação Ltda]. Todas as pontes, elas têm um padrão, inclusive os vãos-livres das pontes que foram executadas, se você observar, todos eles têm as mesmas características, vãos-livres de 12 metros, então, as empresas executoras foram empresas executoras diferentes”, afirmou o secretário.

Apesar de não oferecer riscos, já que foi interditada, Miglioli disse que não foi descartada a possibilidade de a ponte desabar totalmente.

“Esse projeto segue exatamente aquele projeto da ponte de Guia Lopes, que caiu completamente, todo aquele vigamento que se vê hoje está solto, ele é só apoiado, então, pode acontecer, realmente, daquele tramo vir a cair”, disse o secretário.

Mesmo com a semelhança do projeto, “empresas que executaram as obras são diferentes, o projeto no processo que nós temos está assinado por profissionais da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos)”.

A estrutura foi inaugurada em 2014 e custou R$ 897.440,70. A ponte liga a estrada vicinal à área serrana, distante 25 quilômetros da cidade. Na região ficam 20 propriedades e dois assentamentos rurais, onde vivem cerca de 600 pessoas.

Espaço de 12 metros apontado pelo secretário de Infraestrutura que tem em mais de 40 projetos em MS (Foto: Ariovaldo Dantas/TV Morena)

Espaço de 12 metros apontado pelo secretário de Infraestrutura que tem em mais de 40 projetos em MS (Foto: Ariovaldo Dantas/TV Morena)

Após o incidente, para passar pela ponte é necessário transitar dentro do rio, prejudicando o escoamento da produção de soja, que está sendo colhida, e a saída do gado em pé para os frigoríficos, segundo o Sindicato Rural.

Como medida paliativa, a prefeitura vai iniciar a recuperação e cascalhamento da estrada que corta o banhado da região conhecida como Água Amarela, para garantir a passagem de caminhões com soja e boi.

Parte da ponte que deslocou com a força da correnteza do Rio dos Velhos, em Jardim (MS) (Foto: Chico Ribeiro/Segov)

Parte da ponte que deslocou com a força da correnteza do Rio dos Velhos, em Jardim (MS) (Foto: Chico Ribeiro/Segov)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here