“Vereador Careca mente descaradamente”, por não ter estudado o Projeto ou por não saber fazer contas (somar, subtrair ou dividir)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Na Sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (02/04), o vereador Careca usou a Tribuna e comete mais um erro, sem saber, sem entender o que está falando e podendo estar comprometendo gravemente a população de Coxim menos esclarecida sobre a taxa de lixo.

O Presidente da Casa, vereador Vladimir Ferreira saiu em defesa da população travando uma discussão e desmentindo o vereador Careca.

O vereador Vladimir Ferreira, reagiu com indignação, disse que, se for fazer como o vereador Careca  irresponsavelmente quer, cobrar por metros quadrados, a população será lesada. Dizendo que, o vereador pegou o Projeto de Taxa de Lixo pronta de outra cidade e apresenta em uma Audiência para a população de Coxim, orientado por pessoas também irresponsáveis e o vereador Careca não teve a capacidade de estudar o Projeto tecnicamente antes de protocolar o resultado da Audiência.

O Vereador Careca em seu pronunciamento convidou para debater com o vereador Vladimir sobre o Projeto. O vereador Vladimir disse que não tem problema algum debater com qualquer cidadão o Projeto, menos o vereador Careca, afirmando que o vereador não estudou e não entende, não sabe nada sobre o Projeto e é incapaz de qualquer debate sobre a taxa de lixo apresentada por não ler antes de falar.

Não é a primeira vez que o vereador Vladimir corrigiu o seu colega, mas o vereador Careca não aprende e sempre vem cometendo vergonhas ao usar a Tribuna sem conhecimento algum do que apresenta a população.

Imagem do vereador Careca arrependido

ENTENDA O CASO:

Na tarde do último sábado do mês de março (30/03) foi marcada pela realização da Audiência Pública no Plenário da Câmara de Vereadores de Coxim para discutir a Lei Complementar nº 167/2017, que dispõe sobre a taxa de coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos sólidos no município. As pessoas presente, um pouco mais de 100 pessoas, sem nenhuma autoridade local ou estadual, apenas três vereadores, apresentaram  manifestações e perguntas por escrito lidas e respondidas em plenário pela Mesa Diretora.

Foi apresentada proposta de alteração do sistema de cálculos da Taxa de Coleta do Lixo, encaminhada ao Executivo.
O Presidente da Câmara de Vereadores, Vladimir Ferreira, ao receber o oficio protocolado na Câmara, criticou duramente a sugestão da nova Taxa de Coleta de Lixo definida na audiência com as participações dos parlamentares Lucimar Barbosa de Oliveira (Careca da Iluminação), Lúcia da AAVC e Sinval Batista. Segundo ele o tabelamento protocolado no Legislativo começa com R$ 10,00 para todos, incluindo as pessoas na condição de vulnerabilidade que já tinham recebido isenção pela condição social.
A proposta considerada impopular foi questionada por Vladimir porque ignorou os 500 proprietários que estavam protegidos pela Lei da Isenção aprovada na Mesa Diretora e em vigência.  Pela nova proposta cerca de 4,4 mil pessoas pagarão apenas R$ 10,00 sem levar em conta aqueles da isenção de taxa. Imóveis com cerca de 50 m² foram majorados em R$ 0,20 o m², chegando nos R$ 10,00.  Imóveis residenciais terão que desembolsar R$ 160,00 e alguns comerciais poderão chegar a R$ 240,00.
Segundo Vladimir Ferreira o projeto apresentado é similar ao de Campo Grande onde tiveram registros de pagamentos absurdos de R$ 11 mil de Taxa de Lixo. “Penaliza os mais pobres e chega a valores exorbitantes”, protestou o parlamentar. A Audiência Pública teve as participações do vereador Careca, vereador Sinval Batista e a vereadora Lúcia da AAVC. (Texto copiado do Jornal Diário do Estado)

Audiência teve no seu inicio um público de 120 pessoas, que no meio da reunião não tinha 30 pessoas, pois a Audiência Pública não tinha conteúdo concreto e sem nenhuma credibilidade, tendo que ser acelerada para terminar por falta de público. Segundo comentários dos presentes.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER