Ueze Zahran começou a vida empresária ‘tocando’ um bar e uma padaria

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Ele se tornou um dos empresários mais importantes de Mato Grosso do Sul

Dany Nascimento

O empresário Ueze Elias Zahran, de 94 anos, que morreu na tarde de ontem (27) em São Paulo, é conhecido mundialmente no ramo do empreendedorismo por ter um olhar atento diante das oportunidades. Ele era filho de pais libaneses, que chegaram no Brasil no século XX, em busca de oportunidade para formar família.

Ueze era o segundo filho de um total de seis irmãos, Eduardo, Ueze, Jorge, João, Nagib e a única irmã, Jeannette. De acordo com a TV Morena, que pertence ao empresário em Mato Grosso do Sul, o sustento da família Zahran vinha do comércio, que teve início com um bar, seguido de uma padaria e depois iniciaram no ramo de torrefação de café.

Nos primeiros comércios emplacados pela família, Ueze começou a ficar a frente dos negócios, já que queria dar uma vida melhor para a mãe e os irmãos. Ele vendia farinha que era adquirida em São Paulo. Aos 21 anos de idade, Ueze exportava café para a Argentina. O empresário casou com Dona Lucila na segunda metade dos anos 50, com quem tem três filhas: Márcia, Ana Karla e Simone.

Ele também teve seus netos e três bisnetos. O primeiro grande negócio da família teve início quando Ueze tinha 31 anos, já que investiu em uma distribuidora de gás.

além de 6 netos e 3 bisnetos. A Copagaz nasceu no ano de 1955, momento em que o empresário conseguiu autorização do Conselho Nacional de Petróleo e passou a encher os tanques de gás, em São Paulo, e mandar por ferrovia para o antigo Mato Grosso.

Com seis anos no comércio de fás, Ueze expandiu a engarrafadora para a capital paulista. A Copagaz se tornaria, 60 anos depois, a 5° maior distribuidora de GLP do país. Além disso, o empresário também investiu na economia, como comércio, agronegócio, alimentação, telecomunicação, indústria e energia.

No ano de 1999, Ueze criou a Fundação Ueze Zahran, que oferece educação para adultos, curso de computação para idosos e promoção cultural para jovens e crianças.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER