Tribunal manda PF investigar Coaf por causa de relatório sobre Wassef, diz jornal

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

O TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1º Região) determinou que a Polícia Federal abra um inquérito para identificar desvios de conduta na produção do Relatório de Inteligência Financeira de Frederick Wassef, advogado ligado à família Bolsonaro. As informações são da Folha.

De acordo com a coluna Painel, o tribunal considerou ilegal a elaboração do documento, pois o relatório, que mostra ao menos três operações bancárias suspeitas do advogado, teria sido feito sem justificativa.

A coluna já havia adiantado no domingo (31) que a terceira turma do TRF-1 havia decidido anular o relatório. O tribunal também mandou a PF investigar o vazamento do documento, que ocorreu em agosto de 2020.

O relatório foi gerado dias após a operação que colocou o nome de Wassef no centro da cobertura do Caso Queiroz – o ex-assessor parlamentar do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi preso na casa do advogado em Atibaia, no interior de São Paulo.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER