TRF3 determina soltura do empresário João Amorim

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Decisão aconteceu nesta segunda-feira (27), em São Paulo

ALINE OLIVEIRA

Nesta segunda-feira (27), desembargadores do TRF3 em São Paulo julgaram e determinaram a soltura do empresário, João Alberto Krampe Amorim dos Santos, preso desde maio de 2018, em razão da condenação por comando de organização criminosa, investigada na Operação Lama Asfáltica, da Polícia Federal.

O Correio do Estado confirmou o resultado com fontes jurídicas, contudo, somente na terça-feira (28), detalhes da decisão serão publicados pela Justiça Federal. A relatoria do processo está a cargo do desembargador, Paulo Fontes.

HISTÓRICO

Os prejuízos decorrentes de fraudes e propinas envolvendo empresários e servidores públicos de Mato Grosso do Sul investigados na Operação Lama Asfáltica são de quase meio bilhão de reais. A operação, do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), em conjunto com a Polícia Federal (PF) e a Receita Federal (RFB), começou em 2015.

As empresas investigadas são do ramo de pavimentação de rodovias, construção de vias públicas, coleta e limpeza pública, entre outros.

Neste período, pelo menos 15 pessoas foram para cadeia, mas acabaram liberadas em seguida. A polícia também apreendeu centenas de documentos. Na ocasião, o prejuízo calculado foi de R$ 11 milhões em obras executadas pelas empresas.

Somando-se todas as seis fases da Operação lama Asfáltica as propinas pagas a integrantes da Organização Criminosa passam dos R$ 432 milhões.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER