Supostas candidatas laranjas receberam R$ 911 mil

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Candidatas de MS são suspeitas e tiveram votação inexpressiva nas urnas

Mato Grosso do Sul tem duas potenciais “laranjas” que levaram mais de R$ 900 mil para concorrer a deputada estadual pelo Pros e PRB e obtiveram votação pífia nas urnas das eleições de 2018. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, na edição de sexta-feira (15). As candidatas sul-matogrossenses citadas pelo jornal foram Gilsy Arce (PRB) e Tatiane da Mateira (Pros). Gilsy recebeu R$ 761.589,5 de recursos públicos para financiar a campanha eleitoral.

Com esse dinheiro, Gilsy recebeu 491 votos para deputada estadual. Se for calcular quanto custaria cada voto, daria R$ 1.551,099.

A outra potencial “laranja” apontada pela Folha de S.Paulo é Tatiane da Mateira. Ela recebeu R$ 150 mil para sua campanha de deputada estadual. Cada voto, custou R$ 1.562,50. Isso não significa que as duas candidatas compraram votos. A ideia é apenas mostrar o valor pago pelo contribuinte para as candidatas conquistarem votação inexpressiva nas urnas.

*Adilson Trindade e Izabela Jornada.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER