Só se tiver chance real, diz Dagoberto sobre candidatura na Capital

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Condição do deputado é formação de ampla aliança que sustente candidatura

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) admitiu vontade de ser candidato à prefeitura de Campo Grande, mas enfatizou que a inclusão de seu nome na disputa ocorrerá somente se houver chance real de vitória. A fala foi feita ao lado do vice-presidente nacional do partido, Ciro Gomes, que cumpre agenda na Capital nesta sexta-feira (16).

“Eu gostaria de ser [candidato], mas eu também só vou ser se houver uma ampla aliança para que nós tenhamos chances reais de disputar a eleição”, afirmou o parlamentar, apontado por Ciro como a ‘joia’ do PDT.

Na Capital, a legenda tem se aproximado de outros cinco partidos, PRB, PSB, MDB, Pros e Avante na intenção de formar uma aliança alternativa à candidatura do prefeito Marquinhos Trad (PSD). “Agora começou a hora de nós conversamos. Ninguém sabe ainda quem vai ser o candidato, mas o importante é que haja uma unidade entre nós na hora de disputar as eleições”, disse Dagoberto.

Apoio a outro candidato

Para Antônio Carlos Biffi, a formação de uma frente de centro-esquerda, pendendo mais para o centro, é o melhor caminho para o partido. Segundo ele, o nome natural do partido é o de Dagoberto. Mas, por um entendimento a legenda poderia apoiar outro candidato. “Se construir e solidificar uma frente à família Trad, a esse bloco que tem aí de centro-direita, com certeza que vale a pena até a gente abrir mão de cabeça. Se for efetivamente uma construção nesse sentido”, adiantou.

Mas, além da construção da frente na majoritária, Biffi defende que é preciso apostar no fortalecimento da legenda, com a formação de chapa forte de vereadores.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER