Reeleito para a Assembleia, Rinaldo se diz moderado e quer foco em educação e projetos sociais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

É o quarto mandato do parlamentar, que teve 24,5 mil votos em MS

Thiago de Souza

Reeleito para o quarto mandato, o Professor Rinaldo Modesto (PSDB) disse que vai manter o foco em projetos para a educação e programas sociais nas periferias. O parlamentar se define como moderado e aberto ao diálogo.

Modesto sempre teve base política em Campo Grande e conseguiu 24.593 votos, mas destaca que 13 mil deles vieram do interior do Estado.

Sobre os projetos, Rinaldo não tem nenhum em específico, mas promete seguir na defesa da educação de qualidade e projetos sociais no contra-turno, visto por ele como solução para os problemas sociais do país.

”Nossa origem [ele e da irmã Rose Modesto] é o trabalho comunitário e projeto ‘Tocando em Frente’, que permite a crianças e adolescentes acesso à atividades esportivas e culturais no contra-turno”.

O parlamentar tucano, que terá mais quatro colegas de bancada na Assembleia, a maior da Casa, destaca também lei estadual de autoria dele, a 4.105, que institui a Semana de Prevenção ao Aborto. O objetivo, diz Rinaldo, é informar sobre métodos de contracepção e os danos à saúde de quem interrompe a gravidez.

Perfil da ALMS

Sobre a nova composição da Casa de Leis, com mais deputados da linha conservadora, como Coronel David (PSL) e Capitão Contar (PSL), Modesto acredita que a Assembleia vai continuar uma casa heterogênea, com pessoas que pensam de maneira completamente diferente.

”A casa vai continuar sendo heterogênea, mas acima de tudo nós vamos continuar respeitando as ideologias, mas pautando aquilo que você representa e acredita”, estimou.

Modesto se diz moderado e com espectro ideológico voltado para o centro. Ele crê que é dessa maneira que se consegue o diálogo em um parlamento.

”No Brasil tem muitos partidos. A minha filosofia é mais moderada, mais para o centro. Quando você permite isso, você permite o dialogo com pessoas que pensam diferente”, refletiu.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER