PRIVATIZA TUDO: senadora de MS encabeça campanha para Bolsonaro vender estatais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Para senadora, empresas públicas abrigam ‘dinossauros da política’

Rodson Willyams

A senadora Soraya Thronicke, novata pelo PSL de Mato Grosso do Sul, encabeça uma campanha para muitos radical: o Governo Federal deve privatizar todas as empresas estatais. Ela, inclusive, apoia o ministro da Economia Paulo Guedes, defensor da ideia.

Para a senadora sul-mato-grossense, as empresas causam grandes prejuízos aos cofres do país. “Estou focada na saúde, educação e economia. Como liberal da economia estou com o Paulo Guedes sobre a ideia de privatizar. Muita gente é contra, mas não recebe a informação correta”, comentou.

Soraya afirmou que mantém contato com a equipe do governo de transição que está fazendo um raio-x sobre quanto o governo brasileiro gasta para manter as empresas públicas. “Vamos fazer um comparativo com outros países, mas sabemos que não demonstram um resultado. O estado tem que estar preocupado com outras coisas”.

Enquanto senadora, Soraya disse que vai aprovar todas as medidas que surgirem ligadas ao tema. “Vou aprovar e votar tudo aquilo que for necessário. Há muitas dívidas para quitar e há déficit no Brasil. Não há um controle também, a União não sabe dizer quantos imóveis tem em Mato Grosso do Sul”.

A parlamentar acredita que o até o final deste mês, a equipe econômica já tenha em mãos um levantamento sobre o gasto do governo com a empresas públicas. “Acredito que no dia 1° de fevereiro na posse dos parlamentares, já teremos informações”.

Cabide de emprego

A senadora ainda afirmou que as empresas públicas servem como um cabide de emprego para abrigar os políticos que deixaram a política. “Defendo a privatização porque muitas delas servem de cabide de emprego para amigos do Rei. Emprega dinossauros que vão acabar  suas carreiras nessas empresas”.

E finaliza, “nós precisamos acabar com essa festança. Por isso, estou conversando com os ministros e direto em contato”.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER