Prefeito volta a atacar vereadores por reajuste salarial

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Marcos Trad nega ter pedido aumento, enquanto vereadores afirmam que ele o fez

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), demonstrou indignação com a atitude dos vereadores de culpá-lo pelo projeto de aumento salarial dele, da vice-prefeita Adriane Lopes (PATRI), dos secretários municipais e de alguns servidores, como os fiscais de renda. “Eu não entrei com projeto nenhum. Quem aumenta salário de vereador é o próprio vereador”, disparou Trad.

A declaração, no entanto, é oposta ao que foi afirmado pelos vereadores na sessão de terça-feira (18), ocasião em que foi votada, por unanimidade, a retirada dos artigos da Proposta de Emenda à Lei Orgânica 79/18 que previam aumentos salariais ao Executivo, incluindo prefeito, vice-prefeita e secretários.

Durante a sessão, os vereadores se alternaram nas acusações contra o prefeito. “Pessoas que pediram [aumento], agora não querem. Jamais iríamos propor sem que não tivesse sido provocado. Nos foi trazido uma reivindicação de um entendimento que houve lá (prefeitura). Vieram pessoas falar comigo que têm representatividade. Eu acredito na palavra”, afirmou o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB).

*Tavane Ferraresi.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER