PF prende, Cance e Cortez e cumpre mandado em gabinete de Osmar Jerônimo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Os detidos são investigados por irregularidades em contratos de empresas de informática com o governo estadual

Celso Bejarano e Anna Gomes

Policiais federais, integrantes da CGU (Controladoria Geral da União) e Receita Federal que atuam na sexta fase da operação Lama Asfáltica teriam cumprido mandado de busca e apreensão no gabinete do conselheiro do TC-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul), Osmar Jerônimo.

Os investigadores prenderam os empresários João Baird, Antônio Celso Cortez, donos de empresas de informática que mantêm há anos contratos com o governo estadual, e também o ex-secretário-adjunto da Fazenda, André Cance. O quarto detido, Romilton Rodrigues de Oliveira, seria ligado a um empreendimento de informática.

Detalhes da operação “Computadores de Lama” serão fornecidos pela PF, ainda na manhã desta terça.

Jerônimo, Cance e Baird – Foto: Reprodução/TCE

Jerônimo era chefe da Casa Civil e tido como de confiança do ex-governador André Puccinelli (MDB), preso por corrupção desde julho passado.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER