País vive ‘instabilidade política’, afirma Fábio Trad

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Deputado federal diz que reformas e crescimento dependem de pacto por equilíbrio

Celso Bejarano, de Brasília

Fábio Trad, deputado federal do PSD-MS, disse ao TopMidiaNews, na tarde desta terça-feira (28), ontem, em Brasília, antes de entrar na audiência promovida pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), colegiado ao qual é membro titular, que o Brasil precisa, com urgência, “estabilizar as relações políticas”.

Do contrário, os propósitos hoje debatidos no Congresso Nacional, que exigem a aprovação da maioria dos parlamentares, como a reforma da Previdência, rumam a um desfecho incerto.

“Vivemos uma instabilidade política. A cada 15 dias vemos uma manifestação, de um lado e de outro. E o que precisamos é de tranquilidade e de estabilidade”, afirmou o deputado.

Na manhã de ontem, terça, em Brasília, sentaram-se numa mesma mesa o presidente Jair Bolsonaro e os presidentes da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e também o chefe da corte máxima do país, o STF (Supremo Tribunal Federal), o ministro Dias Toffoli.

O encontro ocorreu dois dias depois do manifesto de rua instigada pelo presidente Bolsonaro. No ato, contudo, ocorreram protestos pelo fechamento do Congresso Nacional de do STF.

Quanto a reunião com Bolsonaro e os chefes dos poderes, Fábio disse ter enxergado um “indício de estabilidade política” e afirmou que torce por um “resultado concreto” pela estabilidade. Para o pessedessista, o Brasil só crescerá economicamente se houver conciliação entre o presidente e o Congresso.

MANIFESTO

Já sobre o manifesto de domingo, Fábio Trad expressou que defende algumas das pautas reivindicadas, como a reforma da Previdência e alguns tópicos do pacote anticrime. “São bem-vindas, mas as outras, são malucas, como as que pediram o fechamento do Congresso e do STF”.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER
posto