Nelsinho Trad critica aumento e Aneel convoca senadores para reunião

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Aumento de 12,39% é maior do que em 2018

ALINE OLIVEIRA

O senador de Mato Grosso do Sul, Nelson Trad Filho (PSD/MS), anunciou nesta quarta-feira (3) durante sessão no Congresso Nacional, que considera o aumento autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de 12,39% abusivo. O parlamentar afirmou ainda que solicitaria agenda com representantes da agência e, pouco depois, a Aneel o convocou para uma reunião a ser realizada nesta quinte-feira (4), onde também estará presente a senadora Simone Tebet (MDB/MS).

Na tribuna, Nelsinho questionou o aumento concedido à Energisa. “É um problema que está afligindo a população do meu Estado, tanto a população quanto os setores produtivos e empresariais. Como pode o reajuste deste ano ser maior que 2018? Por isso quero justificativas convicentes e alertar para o impacto negativo em todos os setores da sociedade”, observa.

Na terça-feira (2), a Aneel aprovou o índice de reajuste tarifário para a concessionária de energia elétrica de MS, a Energisa. O reajuste é um processo regulado pela agência federal, previsto no contrato de concessão da empresa e pela norma, pode ser atualizado anualmente – o chamado Reajuste Tarifário Anual – e a cada cinco anos, no processo de Revisão Tarifária Periódica.

A empresa solicitou um aumento de 15,75% apontando aumento nos custos dos encargos setoriais e compra de energia, mas só foi concedido apenas 12,39%. Conforme a concessionária, o custo da energia elétrica pode ficar mais barata e passa a valer, a partir de 8 de abril.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER