MS tem crescimento de 209% no uso da energia fotovoltaica

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Potência instalada em MS passou de 1.833 kW em 2017 para 10.397 kW no ano passado

O uso de energia solar por meio de placas fotovoltaicas teve crescimento de 209,5% em Mato Grosso do Sul entre 2017 e 2018, saltando de 242 para 749 sistemas instalados em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais, prédios públicos e pequenos terrenos no Estado, de acordo com estatísticas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). No mesmo período, a potência instalada das unidades geradoras sul-mato-grossenses foi de 1.833,4 kW para 10.397,01 kW – aumento de 467% – e para este ano a perspectiva também é de expansão. Somente nestes primeiros dois meses de 2019, são 169 unidades consumidoras com geração distribuída instaladas, somando 3.886,31 kW.

Com esses resultados, MS ficou na 11ª posição entre as unidades da federação com maior quantidade de unidades geradoras e potência instalada no País. De acordo com os dados da Aneel, são 61.062 sistemas de microgeração e minigeração distribuída solar fotovoltaicas instalados no Brasil, com capacidade para gerar 738.408,73 kW, ou o equivalente a 738,4 MW (megawatt).

Na avaliação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), a geração de energia elétrica por meio de placas solares (energia fotovoltaica) tem sido uma tendência e uma alternativa para redução de custos em residências e empresas, além de alternativa de fonte energética e de produção de energia renovável. Além disso, a legislação para geração distribuída para residências tem se expandido.

*Daniella Arruda.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER