Ministro de Bolsonaro é acusado de receber Caixa 3 de construtora

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Gilberto Dimenstein

Após ter admitido que recebeu R$ 100 mil da JBS de Caixa 2, o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) se vê envolvido em mais uma denúncia de dinheiro não declarado à Justiça Eleitoral.

A Folha” revela que o ministro foi um dos beneficiários de esquema de financiamento eleitoral da empreiteira OAS batizado de “Caixa 3”.

O dinheiro teria sido repassado, nas eleições de 2010 e 2014, a candidaturas e partidos por prestadoras de serviço da construtora.

Segundo a reportagem, Onyx Lorenzoni recebeu R$ 50 mil da empresa Arcoenge na eleição de 2010, quando concorria a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo Rio Grande do Sul.

Outros políticos também foram citados na delação premiada, como o atual prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), e os ex-governadores Sérgio Cabral (MDB) e Tarso Genro (PT).

Print Friendly, PDF & Email
HIPER