Juiz mantém presa estelionatária que tentava dar golpe em banco

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Em audiência de custódia realizada na manhã de ontem (13) no Fórum, a Justiça decretou a prisão preventiva da auxiliar de enfermagem Fátima Kalaf, 53 anos, flagrada na tarde de quarta-feira (12) tentando abrir conta com documento falso no Banco Cooperativo Sicredi para fazer empréstimo.

Segundo trecho da decisão assinada pelo juiz Thiago Nagasawa Tanaka, “a custódia cautelar é necessária para garantia da ordem pública como forma de evitar a sensação de insegurança social que se instala diante de condutas como ora noticiada, o qual por sua própria natureza revela uma personalidade do autor voltada para a prática de delitos com graves prejuízos a sociedade”. Fátima será encaminhada para o presídio feminino da cidade.

Crime – O caso aconteceu no Shopping Norte Sul Plaza, na Avenida Ernesto Geisel, no Bairro Jóquei Club, em Campo Grande. Conforme o Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestros), a equipe foi acionada para atender a ocorrência e encontrou a mulher ainda no interior agência. Durante abordagem, foi solicitado o documento da suspeita, que apresentou uma identidade em nome de Fátima Calafe, com a grafia diferente do sobrenome dela.

Em consulta no sistema da polícia pelo número da identidade, foi constatado que o documento estava em nome de um homem que havia perdido a RG e registrado boletim de ocorrência por extravio.Fátima já é fichada na polícia pelo mesmo crime. Questionada na delegacia sobre a documentação falsa, a mulher não quis falar sobre o assunto e disse que se pronunciaria apenas em juízo.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER