JUDAS: Bernal, que destruiu Campo Grande, agora dá ‘lição de moral’

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Cassado após a CPI do Calote, Bernal ainda deixou seu vice, Gilmar Olarte, no lugar

Vinícius Squinelo

Alcides Jesus Bernal está mais para Judas do que para o filho de Deus. Prefeito de Campo Grande por apenas uma gestão, quando chegou a ser cassado, o pepista agora quer dar ‘lição de moral’ e atacar políticos. Mas esquece que a falta de manutenção e cuidado justamente nos seus anos à frente da cidade são as maiores responsáveis pelo caos vivido hoje na Capital de Mato Grosso do Sul.

Bernal se elegeu em 2014, com discurso de ‘mudança’ na política campo-grandense. E realmente cumpriu: mudou muito a cidade, mas para pior. Campo Grande chegou, por exemplo, a passar quase uma semana inteira sem coleta de lixo nas ruas, quando a maior cidade do Estado se transformou num lixo a céu aberto.
De obras, então, só promessas. As ruas, já conhecidas por não serem lá uma maravilha, se tornaram verdadeiras ‘luas’ com buracos em crateras. Tudo pela falta de manutenção na ‘era Bernal’.

Cassado após a CPI do Calote, Bernal ainda deixou seu vice, Gilmar Olarte, no lugar. Outro que completou a gestão do prefeito eleito. A dupla que derrubou Campo Grande em apenas 4 anos.

Print Friendly, PDF & Email
posto
HIPER