Gaeco fecha o cerco contra médicos em esquema de fraude em licitações no Hospital Regional

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Investigações tem apoio do Governo do Estdado e se concentram nos crimes de corrupção ativa e passiva e organização criminosa

Rodson Willyams

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) realiza a Operação Reagente nesta sexta-feira (30). Os agentes cumprem três mandados de prisão preventiva e mais 14 de mandados de busca e apreensão.

As investigações tem apoio do Governo do Estdado, e o Controlador-Geral de MS Carlos Eduardo Girão de Arruda acompanha os policiais.

Segundo a assessoria do Ministério Público Estadual, as investigações se concentram nos crimes de corrupção ativa e passiva, organização criminosa e fraude em licitação, envolvendo equipamentos médicos do Hospital Regional de Campo Grande.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER