Flamengo vence Fluminense com gol no fim e vai à final da Taça Rio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

FOLHAPRESS

Após um jogo que contou com várias participações do árbitro de vídeo, na noite desta quarta-feira (27), o Flamengo garantiu sua vaga na final da Taça Rio.

O Fluminense segurava o empate -que o beneficiava- até os acréscimos, quando Everton Ribeiro, de pênalti, decretou a vitória. Renê e Yony González completaram o placar.

O atacante tricolor Everaldo foi o grande destaque do jogo. Com jogadas individuais em alto nível, o jogador criou muito problema para a defesa do Flamengo, inclusive no lance do gol, quando sofreu pênalti.

Já Bruno Henrique, pelo lado flamenguista, viveu seu dia de vilão nesta quarta. Mesmo com a assistência para o gol de Renê, sua expulsão no primeiro tempo poderia ter sido determinante para a eliminação.

O JOGO

O Fluminense iniciou o jogo com velocidade máxima e abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. A bola foi cruzada na área e Leo Santos mandou para o fundo das redes. O auxiliar anulou o gol e Marcelo de Lima Henrique pediu ajuda do VAR (Assistente de Vídeo).

A demora do árbitro em revisar o lance do gol do Fluminense causou apreensão e uma cena curiosa no Maracanã. Como levou mais de cinco minutos para ir até a cabine do VAR, jogadores de Fla e Flu ficaram na linha do campo e todos se irritaram com o tempo gasto.

Mais próximos dos televisores, os técnicos Abel e Fernando Diniz tentaram pressionar, e, depois de sete minutos, o árbitro definiu por invalidar a jogada marcando falta de Matheus Ferraz em Rodrigo Caio.

O jogo já prometia ser quente. Com um gol anulado pela arbitragem no primeiro minuto, os ânimos se acirraram ainda mais e os jogadores discutiam a todo instante. Sobrou até para o preparador de goleiro André Carvalho, que acabou expulso pela arbitragem.

O Flamengo conseguiu anular o adversário após o lance polêmico.

O tricolor tinha dificuldade de jogar, mas o grande erro era na marcação. Melhor para o rubro-negro que encaixou boas jogadas e não demorou para abrir o placar.

Renê recebeu passe açucarado de Bruno Henrique e mandou uma bomba para o gol: 1 a 0, aos 29min do primeiro tempo.

O Fluminense nem de longe conseguiu mostrar o bom futebol que o credenciou ao título do Carioca.

O primeiro tempo foi totalmente do Flamengo, que perdeu algumas boas oportunidades de definir o resultado ainda nos 45 minutos iniciais.

A derrota parcial por 1 a 0 saiu barato para o Tricolor que com a vantagem do empate seguia bem vivo na partida.

Aos 11min, Everaldo fez grande jogada individual e foi derrubado por Leo Duarte na área. Em cima do lance, Marcelo de Lima Henrique mandou o jogo seguir. Pouco tempo depois, no entanto, ele foi chamado para rever o lance pela equipe do VAR. Com ajuda da televisão, ele reviu a marcação e apontou pênalti. Yony González cobrou com categoria: 1 a 1.

Se o Fluminense foi dominado no primeiro tempo, a situação foi completamente o contrário na etapa final.

Evidentemente que a expulsão de Bruno Henrique antes do intervalo foi decisiva para o tricolor comandar as ações.

Não só pelo gol, mas o time conseguiu criar boas oportunidades e mudar a cara do jogo.

Estádio: Maracanã, no Rio

Juiz: Marcelo de Lima Henrique Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Airton e Luciano (FLU) Bruno Henrique e Ronaldo (FLA)

Cartão vermelho: Bruno Henrique (FLA)

Gols: Renê, aos 29min do 1º tempo; Yony González, aos 15min, e Everton Ribeiro, aos 49min do 2º tempo

FLUMINENSE

Rodolfo, Gilberto (João Pedro), Matheus Ferraz, Léo Santos e Caio Henrique; Airton (Dodi), Bruno Silva (Allan) e Ganso; Everaldo, Luciano e Yony González.

T.: Fernando Diniz

FLAMENGO

Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Ronaldo (De Arrascaeta), Willian Arão, Everton Ribeiro e Vitinho (Lucas Silva); Bruno Henrique e Uribe (Vitor Gabriel).

T.: Abel Braga

Print Friendly, PDF & Email
HIPER