EXEMPLAR: Pessoas em situação de rua e viciados recebem atendimentos médicos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Açõs se concentraram na região da Antiga Rodoviária, no Centro

Uma ação em alusão ao Dia de Redução de Danos (24/11) e ao Dia Mundial de Luta Contra a AIDS (1), promovida pelo Consultório de Rua da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande, na regiãoda Antiga Rodoviária, atendeu pessoas vivendo em situação de rua e contou coma parceria de organizações não governamentais (ONGs).

Com a participação ONG Águia Morena de Redução de Danos, Grupo Iguais – MS, Grupo Tamo, Instituto Brasileiro de Inovações pró-Sociedade Saudável Centro-Oeste (IBISS/CO) e do Programa IST/AIDS da Sesau, eles atenderam cerca de 30 pessoas e realizaram testes rápidos para detecção do HIV, sífilis, hepatites B e C, escuta qualificada dos pacientes, abordagens de usuários, distribuição de lanches e insumos de higiene pessoal, preservativos e outros.

Cada grupo agiu paralelamente na promoção de atendimento às pessoas vivendo em situação de rua. O Instituto Atos de Amor viabilizou o banho solidário e roupas enquanto que o IBISS/CO, por meio do Projeto Afrodite (celebrado entre a Sesau e entidade), na distribuição de Kit de higiene para as mulheres em situação de rua e profissionais do sexo.

A coordenadora do Consultório de Rua, Maria Beatriz Almeidinha, explica a importância dessa ação. “As pessoas que vivem em situação de rua na região da antiga Rodoviária, precisam ter acesso aos serviços de saúde e na promoção da dignidade humana. Isso fortalece os vínculos entre os profissionais de saúde que prestam atendimento rotineiro no local e possibilita o acompanhamento adequado em casos de doenças graves, pois o tratamento é ofertado”, disse ela.

O Consultório de Rua atua no atendimento de pessoas vivendo em situação de rua, realizando consultas de enfermagem, encaminhamentos para tratamento em unidades de saúde.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER