Em visita a obra de porto, Azambuja destaca vocação de Porto Murtinho como eixo intermodal

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Governador tem agenda de dois dias na região

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) visitou, na manhã deste sábado (20), as obras do porto do grupo FV Cereais e outras áreas onde serão implantados mais dois terminais em Porto Murtinho, a cerca de 454 km de Campo Grande. As intervenções são consideradas pelo governo de MS estratégicas para o escoamento da produção do Estado pelo Rio Paraguai e o Corredor Bioceânico.

Durante a visita, Azambuja afirmou que confia na transformação econômica de Porto Murtinho e região após as obras.

Foto: Divulgação | Governo do Estado

“Murtinho fará jus ao nome a médio prazo com essa mudança do perfil econômico, graças aos investimentos portuários que estão chegando e o comprometimento dos governos do Brasil e do Paraguai na viabilização da Rota Bioceânica com a construção da ponte sobre o Rio Paraguai”, declarou.

O governado destacou, ainda, a atuação da bancada federal para garantir os recursos federais para as obras do acesso da BR-267 a ponte. Durante a visita deste sábado, Azambuja conheceu a estação de estacionamento de caminhões em construção pela iniciativa privada na BR-267.

O governador cumpre agenda de dois dias em Porto Murtinho, acompanhado pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), senador Nelsinho Trad e deputado federal Vander Loubet. Ele também particiou, ao lado do presidente do Paraguai, Mário Abdo Benítez, do lançamento da licitação do projeto executivo da ponte sobre o Rio Paraguai pela Itaipu Binacional.

Obras complementares

Após a chegada à cidade, Reinaldo e outras autoridades visitaram o canteiro de obras do terminal portuário da FV Cereais, onde os proprietários do grupo com sede em Dourados detalharam o projeto que terá investimentos iniciais de R$ 56 milhões.
Na oportunidade, o secretário Jaime Verruck apresentou o pré-projeto da obra do contorno rodoviário de 7 km que será construído para atender o fluxo de veículos aos novos portos, paralelo ao dique.

O acesso aos terminais vai tirar o tráfego pesado do centro da cidade e será construído pelo Governo do Estado, com recursos próprios (R$ 30 milhões). Verruck explicou que o projeto está ainda sendo ajustado, conforme as demandas dos empreendedores e também em relação ao custo final da obra.

Quanto à ligação rodoviária da BR-267 à ponte, de 11,6 km, os recursos (R$ 139 milhões) foram garantidos pela bancada federal por meio de emenda propositiva.

O governador Reinaldo Azambuja visitou ainda, nesta sexta-feira, a área retroportuária em implantação ao lado da BR-267, a 3 km do centro de Porto Murtinho, por um grupo empresarial do Estado. Trata-se de uma estrutura de estacionamento para os caminhões que trarão cargas para os portos, com capacidade inicial para 400 veículos, com projeção para 800 numa segunda etapa. O local terá restaurante, hotel, posto de combustível e outros serviços.

(Com informações da assessoria)

Print Friendly, PDF & Email
HIPER