DESORDEM: Tudo acontece em frente da Praça no centro da cidade e Prefeitura sem respostas para esta situação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Andarilhos em Coxim

Secretário de Assistencia Social Municipal, Adenilson Vilalba, cruza os braços e nada faz

Moradores de rua transformam Praça e Prédio abandonado em casa e preocupa vizinhança em Coxim.

A Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, sempre com a mesma ladainha, informando que acompanha a situação dos andarilhos na cidade, fazendo cadastros e nada mais.

Para os vizinhos que estão em estado de choque, por medo dos andarilhos que todos os dias estão bêbados, mal vestidos, mal cheirosos e muitas das vezes agressivos, pedindo comidas e dinheiro. Os vizinhos que é na sua maiorias idosos, moradores antigos, que comentaram a reportagem do SITE INTEGRAÇÃOMS, que não acreditam mais na Prefeitura. Pedir ajuda na Assistência Social do município, não adianta, nada fazem, é uma Secretaria inoperante, infelizmente o Secretário Adenilson Vilalba, não tem experiencia para pasta que é responsável ou abandonou mesmo a Secretaria, viajando para capital com desculpas de cursos e mais cursos. Esta situação é vista por todos, que procuram ele na secretaria e também pelos próprios servidores do local.

A pergunta que fica no ar: Quantos será que custa para o município, cada viagem do Secretário e com alguns funcionários para Campo Grande? Até mesmo para Brasília???

A desordem dos andarilhos, no Prédio abandonado e na Praça, que ficam no centro da cidade, em frente a Catedral São José. E aos redores, lanchonete, pastelaria, restaurante, comércios como: JB Moveis, Americanas, Magazine Luiza e Sacolão, todos gerando empregos e rendas. E o Poder Público, através da secretaria de Assistência Social, cruza os braços e nada faz, sem nenhum respeito com os empresários e moradores locais.

Esta região central da cidade de Coxim, foi transformada em ‘moradia’ por andarilhos e tem causado preocupação aos moradores da região.

Segundo um morador, um homem com colchões, roupas e mantimentos ocupa o local há mais de um ano.

Moradores estão Incomodados com a situação e com receio de que a Praça se transforme em abrigo para outros moradores de rua. “É complicado, eles defecam e urinam na Praça. Isso é ruim, não só para quem passa por ali, mas para eles próprios. Eles precisam ser auxiliados. Não sou contra os moradores de rua, mas acredito que a Prefeitura, deveria ajudar essas pessoas para que elas não precisassem ficar ali”, disse o morador.

A Assistência Social, fala que todos os cidadãos têm o direito de ir e vir. “Isso significa que qualquer brasileiro ou naturalizado, pode visitar ou até mesmo morar em qualquer território legalizado do país”.

A Policia Militar, faz rondas periódicas, mas só podem agir se acontecer agressões ou perturbação alheias, mas quanto a retirada dos desocupados, nada podem fazer.

Neste final de semana, sexta-feira (21/10), a Polícia teve que agir, pedindo que eles maneirassem nos gritos e algazarras. No domingo, o Corpo de Bombeiros tiveram que retirar um andarilho, que estava passando mal, com sinais de embriagues e outras substancias químicas.

Situações que vem acontecendo todos os dias, e os moradores do centro da cidade em pânico. É LAMENTAVÉL…

 

Print Friendly, PDF & Email
HIPER