Depois de longa estiagem, volta a chover em algumas cidades de Mato Grosso do Sul

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Região norte enfrentou 122 dias sem chuva

FÁBIO ORUÊ

Uma frente fria que está se deslocando lentamente sobre o Estado, provocou zonas de instabilidade, fortes pancadas de chuva e trovoadas, nesta sexta-feira (13), na maioria das cidade. Em Dourados choveu cerca de 53,8 mm, maior volume de MS, seguida por Ivinhema, com 53,4 mm.

Segundo o meteorologista Natália Abrahão, a média de chuva no Estado foi de 19 mm. Após 122 dias de estiagem em Sonora, choveu cerca de 5 mm, mais que em Campo Grande, que recebeu apenas 3,4 mm de água.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a umidade do ar ficou com mínima 35% na Capital. O calor também amenizou ficando entre 22°C e 30°C na Capital.

PRÓXIMOS DIAS

A partir de amanhã (15), as áreas de baixa pressão se afastam , mas, principalmente à tarde, no centro-norte e leste, a convergência de ventos úmidos ainda promove pancadas de chuva e trovoadas potencialmente fortes e as temperaturas voltam a se elevar.

No domingo novas perturbações de pressão vindas do Paraguai, em níveis médios da atmosfera, voltam a instabilizar o tempo, especialmente no oeste e sudoeste, onde deve chover forte. No centro-norte também chove, mas de forma mais isolada.

Segunda-feira as chuva cessam progressivamente no sul e sudoeste, mas se intensificam no restante do estado com temperaturas em declínio.

Terça-feira a nebulosidade diminui e as temperaturas de dia se elevarão, mas as condições atmosféricas ainda favorecem à ocorrência de pancadas de chuva, porém de forma muito mais isolada e de menor duração, especialmente entre meados da tarde e início de noite.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER