Dentista abandona profissão para fazer pãozinho baiano que apareceu em novela

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Ela trouxe uma receita típica da Bahia que tem agradado o campo-grandense.

Thaís Pimenta

Tradição em Salvador, o “Pãozinho Delícia” não é tão conhecido por aqui e nem tem o mesmo status dos famosos acarajé e vatapá, mas por lá a receita é servida no café do manhã e no lanche da tarde. O nome faz jus à textura do pão, que é diferente de qualquer outra receita sul-mato-grossense, garante a dentista Alessandra Barros que, há cinco meses, abandonou a profissão para viver da gastronomia e trazer o pãozinho que a faz matar a saudade da Bahia.

“Hoje eu me sinto mais realizada trabalhando na cozinha de casa, estando em contato com as pessoas. Como odontologista eu não via o dia e a noite passar, fiacava presa ao consultório”, lembra.

A receita ganhou destaque até na novela das nove da Rede Globo, Segundo Sol, onde a atriz Deborah Secco cita o pãozinho. O que atraiu mais curiosos para experimentar a receita de Alessandra.

Recheio de romeu e julieta.(Foto: Thaís Pimenta)Recheio de romeu e julieta.(Foto: Thaís Pimenta)

A produção acontece dentro de casa porque o negócio ainda é pequeno, funciona sob encomenda. Mesmo assim, ela diz que a receita tem sido bem querida pelos campo-grandenses. “O pessoal que experimenta gosta bastante. Engraçado que na Bahia a receita tradicional, sem recheio, ou as com queijo, são as preferidas. Aqui parece que as pessoas têm gostado mais a adaptação com recheio doce, principalmente com doce de leite e goiabada”.

O nome da empresa é o mesmo nome do próprio prato, batizado desta maneira em Salvador.Mas para trazer regionalidade, a dentista adicionou o CG no fim, então ficou Pãozinho Delíci CG. Em Maceió e em Aracaju muda-se o nome para Pãozinho de Queijo, o que prova ainda mais que o Brasil é imenso e bem confuso, principalmente em relação à culinária. “Pensa só, um mineiro pede um pão de queijo em Maceió e recebe um pãozinho delícia”, brinca Alessandra.

Ela explica que a receita é feita com farinha, ovo caipira e manteiga. O segredo está no tempo em que fica no forno. “É o suficiente para dourar a massa em cima tanto é que você vê que por dentro e na base dele continua branquinho”.

Comido em temperatura ambiente, o sabor da massa é bem equilibrado e parece pender para o salgado só por conta do parmesão que enfeita o pão. Por isso ele combina tanto com recheios doces quanto com os salgados.

Alessandra é de Salvador mas está morando em Campo Grande há 2 anos. (Foto: Thaís Pimenta)Alessandra é de Salvador mas está morando em Campo Grande há 2 anos. (Foto: Thaís Pimenta)

A origem da receita data o século 20 e mesmo com pouco tempo de existência faz um sucesso danado no nordeste brasileiro.  De Mato Grosso do Sul, Alessandra adora a chipa e o sabá. “As carnes daqui são deliciosas, muito bos mesmo”.

Mesmo amanda seu Estado e o representando por aqui, a empresária e cozinheira diz que não pretende voltar pra lá tão cedo. “Campo Grande é grande mas tem esse ar de interior sabe? Aqui é tudo perto, gostei bastante”.

Por ser tudo perto, a Pãozinho Delícia entrega os pães encomendados em qualquer área da cidade. Os recheios disponíveis são de gorgonzola, parmesão, provolone, romeu & julieta e doce de leite.

As encomendas exigem pelo menos 30 pães, sendo a cada 10 unidade um cada sabor. O tradicional, sem recheio, custa R$ 1,00, e os recheados saem a R$ 1,540.  Para saber mais entre em contato pelo telefone (67) 98102-4403.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER