Coxim e mais 14 municípios com epidemia, apenas Capital decretou emergência

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Nove cidades registram incidência maior do que em Campo Grande

Apesar da epidemia, a incidência de casos de dengue em Campo Grande não é a maior entre os municípios de Mato Grosso do Sul. No entanto, de 15 cidades do estado com índice considerado de alerta, ou seja, com mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes, apenas a prefeitura da Capital decretou situação de emergência.

Conforme o último Boletim Epidemiológico da Secretaria do Estado de Saúde (SES), o município com maior incidência é o de Figueirão, com 2.469,1 casos para cada 100 mil habitantes. Foram 74 notificações. Na Capital, a incidência é de 585,8 para cada 100 mil habitantes, porém, o número de notificações é o maior do estado com 4.876 casos de dengue.

Também estão com a mesma classificação os municípios de Três Lagoas, Sidrolândia, Águas Clara, Camapuã, Selvíria, Rochedo, Corguinho, Mundo Novo, Aparecida do Taboado, Vicentina, Coxim, Itaporã e Ribas do Rio Pardo. Dos 15 municípios, nove registram incidência de dengue maior do que a Capital. A SES confirmou que Campo Grande foi o único município do estado a decretar emergência.

De acordo com o Ministério da Saúde, os municípios têm autonomia para avaliar sua situação epidemiológica e decretar a situação emergencial de acordo com sua avaliação de necessidade de apoio emergencial financeiro, de insumos e etc.

Desde janeiro, três óbitos pela doença foram confirmados no Estado, sendo um na Capital e dois em Três Lagoas.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER