Com 13 candidatos sub judice, 87 mil votos não foram contabilizados

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Bernal, que teve 46 mil votos, fica como 2º suplente se candidatura for validada

Em Mato Grosso do Sul, 13 candidatos aguardam julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com relação aos seus registros, os quais foram indeferidos durante a campanha. Oito desses postulantes disputaram para deputado federal e cinco para estadual.

Os políticos recorreram para poder concorrer nas eleições com nome, foto e número na urna eletrônica.
Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS), 58.160 votos para deputados federais foram destinados para esses candidatos sub judice e 28.924 para deputados estaduais.

Os votos deles foram computados, mas não aparecem nos resultados oficiais até que todos os recursos sejam julgados. Se o candidato conseguir reverter a decisão, seus votos serão divulgados. A diplomação do político em caso de vitória também depende do deferimento de seu registro.

Se o candidato reverter a situação, os votos serão validados e pode mudar o cenário da política em Mato Grosso do Sul, pelo menos na Câmara dos Deputados.

*Renata Volpe Haddad.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER