Clínica veterinária clandestina tinha cães mortos e medicamentos vencidos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Local não era regularizado e não tinha profissional responsável

Clínica veterinária não regularizada no Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV/MS) foi interditada pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) após uma denúncia anônima. O local, que fica na Rua Brilhante, na Vila Bandeirantes, além de irregularidades fiscal tinha dois cães mortos e remédios vencidos desde 2014.

Conforme o presidente do CRMV, Rodrigo Piva, a clínica deveria ser regularizada junto ao órgão e ter um médico veterinário responsável. “Nós encontramos nos documentos os nomes de três médicos veterinários que fizeram serviços aqui, mas nenhum deles era o responsável; eles serão investigados”, disse ele.

Um profissional veterinário foi até a empresa e informou ser responsável pelos animais, porém, enquanto a fiscalização do Procon, do CRMV e da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat) trabalhavam, ele foi embora e um tempo depois somente seu advogado apareceu.

O dono da clínica, que não quis se identificar, disse que ele e o ex-sócio administravam o local, mas romperam sociedade e agora ele estava viabilizando a nova documentação e que aguardava autorização. Ele será encaminhado para a Decat para prestar esclarecimentos.

Nos cartazes de divulgação do local, era possível ler os dizeres: “O seu animal significa muito para você. Eles significam também para nós”, porém, nas instalações, segundo o investigador da Decat Alexei Rocha, não aparentava ter os equipamentos e aparelhos para os serviços que a clínica divulgava.

Print Friendly, PDF & Email
posto
HIPER