Azambuja admite mudança em secretariado, mas garante que ‘será pequena’

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Governador mantém segredo quanto às eventuais trocas no segundo mandato

Celso Bejarano

O governador reeleito Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a falar em eventuais mudanças em seu secretariado a partir do ano que vem, na manhã desta quinta-feira (29), na escola estadual Lino Villachá, no bairro Nova Lima, em Campo Grande, onde inaugurou um ginásio esportivo.

Pelo dito, as modificações não devem ser relevantes e dependem de aprovação dos deputados estaduais eleitos e reeleitos, que assumem os mandatos a partir de fevereiro.

“As mudanças são pequenas e ainda não há nenhuma definição. Nossa equipe está bem montada desde 2015. O que precisamos fazer é uma atualização, apenas isso. Já temos um projeto pronto e vamos encaminhá-lo para a apreciação da Assembleia Legislativa”, afirmou Azambuja.

Atividades que mexem na composição administrativa do governo exigem a aprovação dos parlamentares. No caso em questão, ou o governador amplia ou reduz o número de secretarias.

Contudo, há especulações acerca de quem entre e sai do governo assim que Azambuja assumir o segundo mandato, mas ele desconversa: “disse que não há nada definido”, pontuou.

Pessoas próximas do governador creem que Azambuja queira encaixar em seu governo um ou dois parlamentares que não se reelegeram. No entanto, ainda não há nomes que estariam na lista de preferência do governador.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER